Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Agentes visitam mais de 2.300 imóveis para combater ao Aedes Aegypti no litoral de SP

Controle de endemias em São Sebastião vai visitar 451 quadras, da Costa Sul à Norte. Agentes estão equipados e preparados para cumprir os protocolos de saúde

Por: Por ATribuna.com.br  -  06/01/21  -  06:07
Atualizado em 06/01/21 - 06:12
Agentes combatem o mosquito que transmite Dengue, Zika e Chikungunya
Agentes combatem o mosquito que transmite Dengue, Zika e Chikungunya   Foto: Divulgação/PMSS

O Controle de Endemias, ligado ao Departamento de Vigilância em Saúde de São Sebastião, inicia em janeiro o levantamento estatístico da infestação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, estudo conhecido como Análise de Densidade Larvária (ADL).


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Serão visitadas 451 quadras e 2.304 imóveis em todo o município, da Costa Sul à Costa Norte. Os resultados a serem obtidos auxiliam no mapeamento da infestação do mosquito nos bairros, e contribuem para o planejamento de ações de combate ao mosquito e controle dos vírus da Dengue, Zika e Chikungunya.


A ação será realizada seguindo protocolos sanitários para prevenção do contágio do coronavírus, visando a segurança dos munícipes e dos agentes. Eles estarão devidamente identificados e paramentados com Equipamentos de Proteção Individual (EPI).


A ação será realizada seguindo protocolos sanitários para prevenção do contágio do coronavírus. Domicílios com idosos acima de 60 anos, ou com pessoas com sintomas gripais não serão visitados.


Atenção redobrada


Com a chegada do verão e das chuvas, o ambiente se torna propício para a proliferação do mosquito. A maioria dos criadouros está nas residências – são pratos, potes, baldes, lonas, pneus, tampas de garrafa e outros materiais esquecidos, além de calhas sujas, bueiros e piscinas abandonadas. A prefeitura recomenda que os moradores façam vistoria semanal em seus quintais, principalmente após as chuvas.


Logo A Tribuna