Liberação para prática de esportes coletivos é celebrada em Santos

Novidade foi anunciada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) e começou a valer na segunda-feira (14); confira as demais cidades da região

A liberação de práticas esportivas de forma coletiva em Santos foi motivo de comemoração para os profissionais de Educação Física e quem precisa entrar em forma o quanto antes. Na manhã de segunda (14), primeiro dia em que a medida começou a valer, o personal trainer e dono de escolinha de futebol Alex Maciel levou quatro atletas para treinar na praia, na altura do Canal 2.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

“Sou profissional liberal. Dependo do meu trabalho para sobreviver. Fiquei parado por seis meses. Recebi auxílio emergencial, mas nada como poder voltar às atividades. Espero que seja bom para os dois lados, mas as pessoas precisam ter consciência e cautela nessa retomada”, disse Maciel. A autorização a este tipo de atividade foi anunciada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) no domingo à noite.

O jogador de futebol Gullit Victor Oliveira da Silva, de 20 anos, está entre os alunos de Maciel que voltaram a treinar. Ele joga pelo Andradina, time do Interior Paulista, e precisa retornar ao clube em forma. “Além de ser bom para a saúde, preciso voltar à forma. Estava treinando individualmente em casa, mas agora fica melhor”.

Já Kilderson Paixão de Araújo Moura, de 17 anos, tem três semanas para estar com o condicionamento em dia e voltar atuar pelo Penapolense, também do Interior. “Volto em duas semanas. Já tinha retornado para a academia e agora começo os treinos coletivos. Um dá apoio e puxa o outro”.

Detalhes

Segundo o Município, os esportes coletivos podem voltar a ser praticados, desde que sejam seguidos os protocolos estabelecidos pelas federações de cada modalidade, com aprovações das secretarias de esportes do Estado e da Prefeitura.

“Sou defensor dos esportes individuais, praticados com distanciamento. Acho que isso é possível ser feito nesse momento. Quanto aos esportes coletivos, que envolvem proximidade e contato, em ambiente fechado, acho precipitado. Mesmo ao ar livre, vejo com alguma ressalva”, explica o médico infectologista Evaldo Stanislau.

Mais cidades

Na Baixada Santista, cada cidade vem decidindo como e quando liberar as atividades. Em São Vicente, por exemplo, esportes coletivos ainda não são permitidos na orla. Já Praia Grande não liberou esportes coletivos no Município. Peruíbe permite praticar modalidades coletivas com contato físico, mas somente em quadras.

Como está a situação em cada cidade

>>Bertioga

O que pode

- Está liberada a prática de atividades individuais como caminhadas, corridas, ciclismo, surfe, canoagem e natação
- Também está liberado pela Prefeitura o funcionamento das quadras privadas para treinos e competições de futsal, futebol e futebol society
- Houve autorização para a prática de beach tennis (com distanciamento , com máscara e evitando aglomeração)
- O horário de funcionamento dos estabelecimentos não poderá exceder o limite de oito horas diárias, até as 22 horas. É obrigatório o uso de máscaras, aferição de temperatura e os locais devem ser higienizados

Não pode

- Usar vestiários e demais ambientes de uso comum está proibido pela Administração Municipal. Também não pode haver público nos estabelecimentos

 

>>Cubatão

A administração municipal não liberou práticas esportivas ao ar livre até o momento

 

>>Guarujá

O que pode

- Caminhadas e corridas podem ser feitas a qualquer horário do dia nos calçadões e na faixa de areia. Isso desde que sejam respeitados os distanciamentos de cinco metros entre os caminhantes e dez metros entre corredores
- Beach tennis, vôlei, futevôlei e frescobol estão permitidos. No mar, foram liberadas modalidades individuais como surfe, longboard, bodyboard, standup, standup paddle e kitesurfe.
- Além deles, também estão autorizados pela Prefeitura caiaques e canoas individuais

Não pode

- Pessoas na faixa de areia, uso de cadeiras e guarda-sóis, cangas, esteiras, coolers, isopores e similares, além da prática de esportes coletivos nas praias da cidade

 

>>Itanhaém

O que pode

- Praticar atividades físicas e esportivas individuais e coletivas sem contato físico na praia (vôlei, tênis, bocha, malha e outros)
- Também é possível praticar modalidades esportivas coletivas com contato físico em quadras esportivas espalhadas pela Cidade (futsal, handebol, basquete e outras)
- É obrigatório usar máscara, manter distanciamento, evitar aglomerações e adotar medidas de higienização

 

>>Mongaguá

O que pode

Praticar atividades esportivas individuais na praia de segunda a sexta-feira, com uso de máscara e mantendo o distanciamento, sem utilização de equipamento esportivo coletivo

 

>>Peruíbe

O que pode

- Caminhadas e atividades físicas, na faixa de areia das praias e no calçadão, desde que mantido o distanciamento e com observação 
das ações de higiene, especialmente o uso de máscara facial, e sem aglomeração
- Atividades esportivas e de lazer individuais e coletivas sem contato físico, como vôlei, tênis, bocha, malha, por exemplo, estão liberadas na praia e outras localidades
- Também podem ser praticadas modalidades coletivas com contato físico, mas somente em quadras

 

>>Praia Grande

O que pode

- Caminhada e corrida na faixa de areia e calçadão. Prática de beach tennis, vôlei de praia e futevôlei na areia, além de esportes aquáticos individuais como surfe, standup paddle e natação, e pescaria artesanal

Não pode

- Atividades coletivas

 

>>Santos

O que pode

- Praticar atividades esportivas individuais e coletivas na praia, campo ou quadra. Porém, elas devem ocorrer sem a presença de público. 
- Será preciso seguir protocolo do Plano São Paulo, que rege a retomada das atividades no Estado, em relação à capacidade, distanciamento e uso de máscara, por exemplo

 

>>São Vicente

O que pode

- Atividades de treinos e competições das modalidades de futsal, futebol, futebol society, beach tennis e futevôlei em quadras privadas, seguindo práticas de higienização e uso de máscaras e durante oito horas diárias e horário até as 22h, de acordo com a Prefeitura
- Na praia, só estão permitidas atividades esportivas individuais

Tudo sobre: