Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Religiões se reúnem para comemorar o Dia Mundial da Oração na quarta-feira

Na ocasião, participarão dez religiões diferentes e também será celebrado o Dia Internacional da Mulher

Por: Nathália de Alcantara  -  07/03/21  -  21:50
A transmissão do evento acontecerá pela redes sociais a partir das 19h
A transmissão do evento acontecerá pela redes sociais a partir das 19h   Foto: Ismael Paramo/Unsplash

A oração tem o poder de unir as mais diferentes crenças em nome da fé. Prova disso é que, na quarta-feira (10), dez religiões se reunirão pelo Fórum Interreligioso de Guarujá para comemorar o Dia Mundial da Oração. A transmissão do evento acontecerá pela redes sociais a partir das 19h. Na ocasião, também será celebrado o Dia Internacional da Mulher.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A presidente da entidade, Célia Lima, explica que a oração é tão forte que até a ciência entende que um doente se cura mais rápido quando oram por ele. "Ela é um dos focos principais em todas as religiões e, dessa forma, crescemos uns com os outros. Tanto que começamos e encerramos nossas reuniões com uma oração".


No evento, participarão pessoalmente membros da Igreja Católica, Igreja Evangélica, Igreja Messiânica Mundial do Brasil, Hare Krishna, Seicho-no-Ie, Budismo, Religião de Matriz Africana, Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e doutrinas espíritas. Por conta da pandemia de coronavírus,  toda a população poderá acompanhar o evento pelo Instagram e Facebook da firm.guaruja.


Célia explica que serão debatidos a importância da oração e da mulher na religião, com cinco minutos de discurso para cada religião. "A mulher tem muito mais fé. Ela é aquela que mais ora, que leva a família em volta da oração para manter a fé, a que pratica a oração no lar. Mas, em alguns lugares, ela ainda não tem como assumir o posto máximo", diz a presidente do Fórum Interreligioso de Guarujá.


A entidade


Criado há dois anos, o fórum se reúne para debater assuntos pertinentes à sociedade e trocar experiências religiosas. "A gente cresce enquanto seguimento religioso ao conhecer a religião do outro. Nossa meta é liberdade de crença e cultura de paz. Nesse espaço, cada religião fala sobre a sua importância", explica Célia, que convida a todos para o evento.


Logo A Tribuna