Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Profissionais de saúde do Guarujá recebem orientações para vacinação contra Covid-19

Ação, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (14), visa capacitar funcionários sobre logística da campanha

Por: Por ATribuna.com.br  -  14/01/21  -  15:11
Cidade recebeu mais de 7 mil novas doses
Cidade recebeu mais de 7 mil novas doses   Foto: Divulgação / Prefeitura de Guarujá

Com objetivo de capacitar profissionais da Rede Municipal de Saúde de Guarujá, a Secretaria de Saúde (Sesau) do município realizou uma orientação técnica sobre a logística para a campanha de vacinação contra a Covid-19. A ação aconteceu na manhã desta quinta-feira (14), no Sindicato dos Funcionários Públicos da Prefeitura de Guarujá (Sindserv), no bairro Jardim Boa Esperança.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Ministrada pela Diretoria de Vigilância em Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica Municipal, a capacitação é voltada para gerentes de hospitais e de unidades de atenção básica, de urgência e emergência.


A campanha


O intuito da prefeitura é disponibilizar 22 postos, sendo 20 fixos. O início da campanha está previsto a partir do dia 25 de janeiro e a estimativa da Sesau é que, inicialmente, cerca de 40 mil pessoas entre idosos e profissionais de saúde sejam vacinados na cidade.


Guarujá está aguardando as diretrizes para definir se prosseguirá com o Plano de Vacinação Estadual ou Nacional. Os 20 postos fixos de imunização irão estar distribuídos entre as unidades básicas e de saúde da família e os dois postos volantes inicialmente estarão nas sedes da Guarda Civil Municipal (GCM), no Jardim Helena Maria, e em Vicente de Carvalho.


Vale ressaltar que, de maneira preventiva, a Sesau já tinha adquirido cinco câmaras de refrigeração para o armazenamento de até 800 doses cada. O Estado comunicou que as doses serão encaminhadas ao Município semanalmente, pela central de distribuição estadual, porém, ainda não é possível especificar qual será esse quantitativo e quando a primeira remessa deverá chegar no município.


Em contrapartida, a prefeitura afirma dispor de insumos suficientes, entre agulhas e seringas, para iniciar a campanha. Além disso, o Estado já sinalizou que enviará novos itens para garantir o término da ação.


Logo A Tribuna