Procon multa Dersa em R$ 809 mil por irregularidades na travessia de barcas

Esta é a segunda autuação do órgão contra empresa responsável pela travessia de balsas e barcas somente em 2019

Dersa foi multada por conta de um dos equipamentos que operam na travessia de barcas entre Santos e Vicente de Carvalho (Foto: Rogério Soares/AT)

O Procon Guarujá multou a Dersa em R$ 809 mil nesta quinta-feira (11). Desta vez, a autuação é por conta de um equipamento que controla o número de usuários que utilizam a travessia de barcas, mas que não estava em funcionamento por estar quebrado.

Fiscais do órgão estiveram desde o início de abril realizando vistorias na travessia de barcas entre Vicente de Carvalho e Santos. Lá, foi identificada a necessidade de adequação do aparelho responsável pelo controle de passageiros.

“Questionamos como a contagem estava sendo feita, e a empresa nos respondeu que dois funcionários faziam esse serviço a olho nu. Um deles nos passou, em dado momento, que havia 48 passageiros, quando nossos fiscais do Procon contabilizaram 75 pessoas”, explica Beto Feijó, presidente do Procon Guarujá.

No ano passado, o órgão já havia emitido um auto de constatação com exigências a respeito de uma série de adequações a serem realizados pela Dersa na travessia de barcas. Na ocasião, bancos quebrados e sem assentos, estruturas enferrujadas e pontilhão danificado foram alguns dos itens vistoriados.

No mês passado, o Procon Guarujá já havia multado a Dersa em pouco mais de R$ 810 mil pela demora no tempo de espera e falta de informações aos usuários da travessia de balsas entre Santos e Guarujá.

Em nota, a Dersa informou que, até o momento, não foi notificada a respeito da autuação, mas esclarece que a nova gestão se empenha em melhorar a qualidade do serviço aos usuários de todas as travessias litorâneas do Estado de São Paulo.

Tudo sobre: