EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Outubro de 2019

Primeiras unidades habitacionais do Parque da Montanha, em Guarujá, devem ser entregues em 2020

Empreendimento deve atender mais de 1.900 famílias da Prainha e Sítio Conceiçãozinha;

Cerca de 180 unidades habitacionais do Parque da Montanha, em Guarujá, devem ser entregues no início de 2020. A estimativa é da Prefeitura, que realiza obras de recuperação do empreendimento. No total, o Parque da Montanha possui 574 unidades e deverá beneficiar 1.962 famílias, oriundas da Prainha e Sítio Conceiçãozinha, em Vicente de Carvalho.

O conjunto habitacional, localizado no final da Avenida Prefeito Raphael Vitiello, na região da Vila Edna, teve sua produção habitacional retomada em 2018, depois de ficar mais de uma década paralisada. A obra, sob a gestão da Secretaria de Habitação (Sehab) e fiscalizada pela Secretaria de Infraestrutura e Obras (Seinfra), foi adotada como prioridade pela atual administração municipal, que retomou a recuperação das moradias, que estavam depredadas por conta de vandalismo.

Na última terça-feira (27), o prefeito Válter Suman (PSB) vistoriou as obras, acompanhado do secretário de Habitação, Marcelo Mariano e de técnicos da Prefeitura.

“As novas unidades vêm atender a grande demanda de famílias que necessitam de moradia digna para uma melhor qualidade de vida. Estamos encarando os desafios da carência de habitação, com muito trabalho e comprometimento, em busca de recursos e planejamento para dar uma melhor qualidade de vida para as famílias, que hoje vivem em situação desfavorável na região da Prainha, Marézinha e Aldeia", disse o chefe do Executivo.

Infraestrutura

As obras de infraestrutura do Parque da Montanha estão com quase 90% dos serviços concluídos. As ruas principais do conjunto já foram pavimentadas, totalizado cerca de 10 mil m² de asfalto; e as vias menores receberam bloquetes sextavados. O próximo passo é realizar a sinalização viária horizontal e vertical.

Toda a rede de distribuição e adução de água está concluída, assim como o recalque da rede de esgoto, faltando apenas concluir a parte eletromecânica da estação elevatória de esgoto, algumas conexões e a ligação na rede principal da Sabesp.

Tudo sobre: