Jovem salva a vida da própria mãe após parada cardíaca em Guarujá: 'Ele teve que ser muito forte'

Rapaz, que é enfermeiro, fez massagem cardíaca até que o Samu chegasse para socorrer a mulher

Um jovem enfermeiro de Guarujá foi responsável por salvar a vida da própria mãe. Ao perceber que Vera Lúcia Teixeira, de 57 anos, estava sem pulso e sem respirar, o filho, Matheus Henrique Teixeira dos Santos, de 24 anos, começou a fazer massagem cardíaca até que o socorro chegasse.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A esposa de Matheus, a atleta e Alessandra Aguiar, de 22 anos, conta que ela e o marido estavam em casa no último domingo (10), quando ele insistiu para ir até a casa da mãe. “Ele disse que queria ir até a casa da mãe dele para ela passar um creme no cabelo dele. Eu disse que não precisava, eu poderia passar, não precisava incomodar a mãe dele para isso. Cinco minutos depois ele insistiu e falou que queria ir lá porque estava angustiado”.

Ao chegarem na casa de Vera, foram recebidos por ela, que estava bem, e estava preparando um jantar. “Quando ela foi pegar o produto para passar no cabelo dele, ela estava de costas para o Matheus e eu de frente para ela. Ela arregalou o olho e começou a desmaiar”. O momento foi de desespero.

“Foi quando ela deitou no chão, e ele começou a ficar desesperado, checou a respiração e pulso, e viu que ela estava tendo uma parada cardíaca, foi quando ele começou a fazer a massagem cardíaca muito angustiado, chorando e gritando que ela não podia morrer e não podia perder ela agora”, relata a nora.

Alessandra lembra ainda que incentivou o marido a não parar, até que ela chamasse o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que chegou em 15 minutos. “Para fazer massagem cardíaca na própria mãe tem que ser muito forte”, diz a esposa do enfermeiro.

Após a chegada do Samu, a equipe médica assumiu e utilizaram desfibrilador três vezes para tentar reanimar Vera, e ela também precisou ser intubada. “Só depois de 40 minutos ela voltou, conseguiram reviver e ela voltou a respirar. Foi direto para o PAM Rodoviária”, conta Alessandra.

Ao chegarem na unidade de saúde, o filho e a nora de Vera explicaram ao médico o que havia acontecido e foram surpreendidos: A ação de Matheus salvou a vida da mãe. “O médico falou que se ele não tivesse feito isso, a mãe dele estaria morta, mesmo quando o Samu chegasse”.

Vera acordou sem se lembrar do que havia acontecido, mas com a presença da família, e de seu filho-herói por perto. Agora, ela se recupera na UTI do Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, e apresentou apenas quadro de confusão mental ao acordar.

Tudo sobre: