EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Guarujá multa Sabesp em R$ 200 mil por vazamento de esgoto na praia de Pitangueiras

Um dos elevatórios da empresa vazou e despejou dejetos na faixa de areia

A Prefeitura de Guarujá multou a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) devido a um vazamento de esgoto em uma das estações da empresa, localizada na praia de Pitangueiras. Ao todo, a empresa foi multada por duas sanções, no valor de R$ 100 mil cada.

O flagrante do vazamento foi dado por fiscais da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) do município, após terem recebido denúncias de munícipes que passavam pelo local. Segundo eles, o esgoto do elevatório transbordou direto para a faixa de areia.

A prefeitura informou que a Sabesp foi multada por promover um acidente ambiental poluidor e outra pela inexistência de sistema redundante de segurança. Cada uma das sanções tem o valor de R$ 100 mil.

Segundo técnicos da Seman, a falha aconteceu no bombeamento que faz o transporte do material da rede coletora de esgoto até a estação de tratamento. Como o processo não aconteceu da forma que deveria, a estrutura ficou completamente cheia de dejetos, ocasionando um vazamento capaz de contaminar a faixa de areia e o mar, caracterizando o acidente ambiental.

Resposta

Em nota, a Sabesp informou que todo seu sistema de esgotamento sanitário opera de forma automatizada e com monitoramento realizado durante 24 horas – à distância e com turnos de técnicos em ronda –, permitindo que qualquer ocorrência seja identificada em tempo real por um centro de controle operacional e que seja providenciado deslocamento de uma equipe ao local.

Segundo a companhia, na manhã de segunda-feira, ocorreu um desarme no equipamento de bombeamento de esgoto de Guarujá e, assim que identificado, um técnico foi imediatamente direcionado para corrigir a situação, tomando as medidas necessárias para um rápido restabelecimento. Após normalizar o funcionamento da estação elevatória, um caminhão-tanque foi encaminhado para onde ocorreu o extravasamento, sendo feita a devida higienização da via com hipoclorito de sódio.

A Companhia disse ainda que se mantém à disposição dos órgãos públicos para prestar quaisquer esclarecimentos.

Tudo sobre: