Fórum inter-religioso confecciona 18 mil máscaras em Guarujá

Os artefatos de tecido foram entregues ao Fundo Social de Solidariedade, restaurantes populares e UPA Doutor Matheus Santamaria, que farão a distribuição

Por:  -  17/07/20  -  00:44
Voluntários de diversos segmentos religiosos de Guarujá confeccionaram 18 mil máscaras de proteção
Voluntários de diversos segmentos religiosos de Guarujá confeccionaram 18 mil máscaras de proteção   Foto: Divulgação/PMG

A solidariedade e o amor ao próximo têm sido a tônica dos últimos meses, em que a região enfrenta o desafio de superar a Covid-19. Prova disso é a união de voluntários de diversos segmentos religiosos de Guarujá. Eles confeccionaram 18 mil máscaras de proteção contra o novo coronavírus, que serão destinados à parcela da população mais vulnerável à eslacada de novos casos da doença.  


A iniciativa foi organizada pelo Fórum Inter-religioso Municipal (FIRM), em parceria com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Os artefatos de tecido estão sendo entregues ao Fundo Social de Solidariedade (FSS), restaurantes populares e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Doutor Matheus Santamaria (antigo Pam da Rodoviária), de onde serão distribuídos à população.  


Na quarta-feira (14), o Fundo Social de Solidariedade recebeu a doação de nova leva, com três mil máscaras. “Agradecemos o fórum Inter-religioso por escolher o Fundo Social para receber as doações. Elas serão muito importantes para nosso trabalho junto às entidades assistenciais e darão a oportunidade de propiciar a essas pessoas a prevenção ao coronavírus”, afirmou o diretor do FSS, Jefferson Froes.  


Na ocasião, o presidente do FIRM, Marco Antônio Magalhães comentou que a intenção é alcançar as pessoas em vulnerabilidade social.  


Projeto Mãos que ajudam 


A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias coordena o Projeto Mãos que ajudam. Neste ano, a ação foi remodelada para auxiliar no enfrentamento à pandemia. As fábricas de vestimentas religiosas da igreja passaram a confeccionar os cortes das máscaras e aventais para os profissionais de linha de frente e para a população mais vulnerável.   


Nas mãos dos voluntários, as máscaras receberam os últimos detalhes de costura. “Foi uma oportunidade de estarmos unidos em benefício de milhares de pessoas nesta pandemia”, comentou o presidente da igreja, Antônio Joaquim de Santana Domingues. 


Logo A Tribuna