Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Força-Tarefa impede novas invasões na comunidade Prainha em Guarujá

Cinco estruturas para construção de novos barracos foram derrubadas na área atingida por um incêndio na última semana

Por: Por ATribuna.com.br  -  16/02/21  -  22:01
Atualizado em 16/02/21 - 22:07
Trabalho de limpeza e cercamento do perímetro atingido já foi iniciado
Trabalho de limpeza e cercamento do perímetro atingido já foi iniciado   Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Uma força-tarefa derrubou cinco estruturas para construção de novos barracos, nesta segunda-feira (15), em uma operação realizada na comunidade da Prainha, em Guarujá. Segundo a prefeitura, as bases de madeira para erguer novas ocupações já estavam na mesma área atingida pelo incêndio na última semana.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A ação foi feita em parceria com a Polícia Militar. A administração municipal iniciou, junto com a Autoridade Portuária de Santos, que é detentora da área onde está localizada a comunidade, o trabalho de limpeza e cercamento do perímetro atingido pelas chamas, a fim de evitar novas invasões.


De acordo com a prefeitura, o cadastro socioassistencial dos moradores da comunidade já foi concluído. A Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (Sedeas) detectou 77 famílias que tiveram suas moradias destruídas e outras 10 cujas moradias foram condenadas.


Durante o atendimento, as famílias informaram que possuíam lugar para ficar, sendo abrigadas na casa de amigos e familiares. Em apenas um caso, de uma idosa de 65 anos, houve necessidade de transferência para a Unidade de Acolhimento Municipal José Calherani, no Jardim Boa Esperança.


Ainda segundo a administração municipal, as 87 famílias atingidas pelo incêndio serão incluídas no programa de Locação Social. As primeiras entrevistas com a equipe da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) acontecem ainda esta semana. Até o momento, cada família já recebeu cesta básica de alimentos e kits de higiene pessoal e limpeza, providenciados pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS) e Sedeas.


Logo A Tribuna