EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

18 de Outubro de 2019

Demora de ônibus em Guarujá deixa moradores irritados

Espera vai de 30 a 40 minutos nos pontos da Cidade; empresa lançará aplicativo domingo

Quem mora em Guarujá já se acostumou a atrasar para compromissos, perder consultas ou madrugar nos pontos para não chegar atrasado ao trabalho. Tudo porque os ônibus da City têm demorado de 30 a 40 minutos para aparecer nos pontos. A empresa promete novidades para domingo (1º), com a criação de um aplicativo que mostrará as viagens dos coletivos em tempo real.  

Em um giro pelo Centro e Vicente de Carvalho, na segunda-feira (26) pela manhã, A Tribuna flagrou muita gente com queixas na ponta da língua. A dona de casa Maria da Conceição dos Santos, 59 anos, conta que costuma esperar por aproximadamente 40 minutos quando precisar pegar as linhas 21 ou 51.

“O transporte melhorou um pouco. Mas a espera é grande. Tenho que sair bem cedo de casa quando vou para a hidroginástica”.

A aposentada Josefina Dantas, 69 anos, engrossa o coro. “Pode ser dia de sol ou chuva, você já sabe que vai esperar por uma hora, não importa a linha”. 

Tem gente, como a aposentada Marilene Maduro, 77 anos, que busca alternativa para enfrentar a situação. “Saio mais cedo de casa quando tenho um médico. Mesmo em horário de pico, a gente acaba esperando”.

Aplicativo 

Numa aposta para tentar reduzir as reclamações, a City avisa que lançará no domingo um aplicativo para informar a população os horários dos ônibus.  

Chamado de CittaMobi, ele informará em tempo real horários e rota dos coletivos, também indicando os pontos mais próximos do usuário, as linhas que passam por ele e a que distância os ônibus estão do local.

O app funcionará com mapeamento por meio de GPS e estará disponível em versões Android e iOS. 

“Ao abrir o app, o passageiro é automaticamente posicionado no mapa, onde pode selecionar o ponto desejado, ou, se preferir, fazer busca por linha ou endereço”, informa a empresa, em nota. Será possível verificar o itinerário da linha no mapa, e, após o embarque, ter o tempo previsto para chegar ao destino.

Explicações 

Quanto à demora, a empresa afirma que as linhas foram dimensionadas com base em “pesquisa de demanda” e considera o histórico de cada uma para dimensionar o fluxo dos ônibus.  

A City coloca nas ruas 135 ônibus. São 128 novos e 118 com ar-condicionado. Toda a frota possui sistema de elevador e rampa para atender pessoas com deficiência. 

Problemas dificultam utilização de ciclovia 

E nem adianta tentar fugir dos problemas com transporte coletivo de Guarujá utilizando a bicicleta, pois obstáculos não faltam a quem opta pela ciclovia no trecho entre as avenidas Santos Dumont e Thiago Ferreira. Buracos, falta de sinalização de solo e iluminação precária atormentam a população.

A cabeleireira Kátia Cristina Soares, 41 anos, diz que caiu de sua bicicleta ao tentar desviar de uma saliência no piso. “Tinha passado no mercado e as sacolas caíram. Minha filha também estava na garupa. Por sorte a gente não se machucou”. 

O estivador Washington Luís de Souza, de 55 anos, conta que já socorreu muita gente com problemas na bike. “Principalmente mulheres, pois a corrente da bicicleta sai com as pancadas causadas pelos buracos na ciclovia”. 

O marinheiro Horácio Souza, de 48 anos, entende que a iluminação precária é um risco. “Tinham de melhorar isso”. 

Resposta 

A Diretoria de Trânsito de Guarujá informou que já iniciou os serviços de sinalização na Av. Santos Dumont e a Avenida Thiago Ferreira passa por revitalização.  

A Secretaria Municipal de Operações Urbanas, por sua vez, fará serviço de tapa-buraco nas duas avenidas. Quanto à iluminação, a potência das luminárias de LED foi ampliada. 

Tudo sobre: