Grupos de risco serão prioritários em vacinação contra Covid-19, diz secretário da Saúde

Expectativa é de que as primeiras doses do medicamento, produzido pelo Instituto Butatan, possam ser aplicadas no primeiro trimestre de 2021

Pessoas com maior risco de desenvolver formas graves da Covid-19 serão o público alvo em uma primeira campanha de vacinação contra a doença. É o que garantiu o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, durante a visita da primeira-dama, Bia Doria, em Santos, na manhã desta quinta-feira (10). 

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Segundo o titular da pasta, na lista estão, idosos, portadores de doença crônica, gestantes, funcionários da saúde e trabalhadores da área de segurança como policiais militares e guardas civis. A expectativa é de que as primeiras doses do medicamento, produzido pelo Instituto Butatan em parceria com a Sinovac, uma empresa chinesa, possam ser aplicadas a partir do primeiro trimestre de 2021. 

“Serão 45 milhões de doses até dezembro e 15 milhões no primeiro trimestre, com possibilidade, caso o Ministério da Saúde vem incrementar nossas solicitações e parceria, chegar a 100 milhões até junho do próximo ano. Com isso só estaremos vacinando 50 milhões de pessoas”, diz. 

Ele explica que o imunizante será aplicado em duas doses, e pede auxílio do governo federal para dar vazão à necessidade de produção do medicamento para frear a escalada de contaminação pelo novo coronavírus. “Então, precisamos que outros laboratórios também tenham (a vacina) e sejam incentivados a produzir. Isso para que a gente tenha de uma forma pública, gratuita, promover a proteção dos brasileiros”. 

Visita 

A primeira-dama, Bia Doria, cumpre agenda em Santos, nesta manhã, para a entrega de doações de kits de higiene e limpeza, cestas básicas e 72 mil máscaras de proteção a 30 entidades da Baixada Santista.  O Educandário Santista, no Boqueirão, em Santos, foi escolhido como centro das entregas para a região. A entidade atende quase 500 crianças na cidade.

Tudo sobre: