Vestibulinho das Etecs terá 15.308 candidatos na Baixada Santista neste domingo

Futuro imóvel da unidade Dona Escolástica Rosa, em Santos, ainda não está definido

Por:  -  15/12/18  -  17:29
Estruturas da unidade têm infiltrações, paredes descascadas e áreas interditadas pela Defesa Civil
Estruturas da unidade têm infiltrações, paredes descascadas e áreas interditadas pela Defesa Civil   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Este domingo (16) é dia de vestibulinho das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs). O exame está marcado para às 13h30, com a participação de 15.308 inscritos nas unidades da Baixada Santista, em busca de 3.349 vagas em cursos técnicos e no Ensino Médio.


O candidato deve consultar o local onde fará a prova no site www.vestibulinhoetec.com.br. É recomendável chegar uma hora antes do horário para haver tempo de localizar a sala certa.


Os portões das escolas serão abertos às 12h30 e fechados às 13h30. Depois, ninguém mais poderá entrar.


Para fazer o exame, que terá duração máxima de quatro horas, é preciso levar caneta esferográfica de tinta preta ou azul, lápis preto nº 2, borracha, régua e documento de identidade com foto original. Serão 50 questões de múltipla escolha, abrangendo conhecimentos do Ensino Fundamental.


Gabarito e matrículas


O gabarito do vestibulinho será publicado neste domingo mesmo, às 18h, nos sites www.cps.sp.gov.br e www.vestibulinhoetec.com.br.


A classificação geral será divulgada em 16 de janeiro de 2019. Para os dois dias seguintes, estão previstas a liberação da lista de primeira chamada e as matrículas. Os convocados deverão fazer a matrícula no horário definido pela unidade onde estudarão.


No dia 21 de janeiro, sairá a segunda chamada, com matrículas nos dois dias seguintes. Caso as vagas não sejam preenchidas, outra lista deverá ser divulgada na Etec.Caberá ao candidato ir à unidade em que pretende estudar para ver a convocação.


Indefinição


Os 2.266 inscritos para cursos da Etec Dona Escolástica Rosa, em Santos, prestarão o vestibulinho sem saber onde poderão estudar ano que vem. É que o atual imóvel da unidade, no bairro Aparecida, está degradado, e o Ministério Público do Trabalho (MPT) ordenou a desocupação dele em razão do risco a alunos e profissionais.


Inicialmente, o MPT tinha determinado que o prédio fosse esvaziado até o último dia 1º, mas prorrogou o prazo para 31 de dezembro. O ano letivo terminará na terça-feira (18).


O destino dos estudantes ainda não está definido. Em nota, a instituição disse que continua estudando alternativas para 2019.


Logo A Tribuna