Silvia Helena Francisco, astróloga de A Tribuna, morre aos 60 anos

Velório será realizado no Salão Imperial da Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos, a partir das 20h

Por: De A Tribuna On-line  -  04/12/18  -  13:14

A astróloga Silvia Helena Francisco, à frente das previsões dos signos de A Tribuna há cerca de 20 anos, morreu na tarde desta segunda-feira (3), aos 60 anos.


Segundo a família, ela não sofria nenhum problema grave de saúde. Silvia faleceu dormindo e foi encontrada em sua casa, em Praia Grande. Não se sabe o que causou a morte.


O velório será realizado a partir das 20h no Salão Imperial da Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos. A cerimônia de sepultamento ocorre nesta quarta-feira (5), às 11h.


Silvia era responsável por previsões dos signos de A Tribuna havia mais de 20 anos (Reprodução/Facebook)

Paixão


Silvia dedicou boa parte de sua vida à astrologia. Funcionária pública, ela também estudava os astros. Até que precisou fazer uma escolha e pediu exoneração do cargo, com 17 anos de profissão. Especializou-se, começou a dar palestras e tornou-se astróloga de A Tribuna.


''Os astrólogos interpretam a carta escrita pelo céu. Isso pode ser feito para uma pessoa, empresa, sociedade. A astrologia pode ser usada em uma questão de doença, por exemplo'', disse certa vez, em um documentário em vídeo.


Na ocasião, Silva explicou que interpretar os astros pode ajudar o ser humano a se conhecer e a viver melhor. ''Ela me dá a oportunidade de ajudar as pessoas, de fazer o que eu realmente amo, que é olhar para o céu, interpretar o mapa de uma pessoa e levar uma mensagem de força, de esperança, acreditando que todo ser humano merece e deve ser feliz".


“A vida dela era essa”, resumiu a filha Daniela Gonçalves, por telefone, para a Reportagem de A Tribuna.


Repercussão


"Eu dei aula durante 19 anos no Sesc Santos sobre Astrologia e Silvia esteve em uma das primeiras turmas. Lembro que ela era muito dedicada, estudiosa. Uma taurina determinada como todos são. Estou estarrecido, sem acreditar. Silvia sempre foi muito interessada e apaixonada por Astrologia", disse George Jorge, astrólogo.


Arminda Augusto, editora-chefe dos jornaisA Tribuna e Expresso Popular, enalteceu o profissionalismo de Silva. ''Ela era muito comprometida com o que fazia. Nos transmitia muita paz e tinha sempre uma palavra amiga nas conversas. Vai fazer falta aos leitores e a nós, do jornal", afirmou


Dedicada aos seus leitores, Silvia escrevia diariamente a coluna Conversando Com as Estrelas, no Expresso. Além de destrinchar as características astrológicas do público, respondia cartas, dava dicas e escrevia o horóscopo diário. “Nas cartas, as pessoas pediam conselhos sobre venda de imóveis, viagens, troca de emprego. A confiança nela era tão grande, que muitos contavam segredos familiares e esperavam, ansiosamente, por sua resposta, sempre carinhosa”, conta a editora de Variedades Daniela Paulino.


Para a jornalista Fernanda Trigueiros, Silvia foi fundamental na criação da página de esoterismo doExpresso. "Ela pensou junto comigo essa página. Logo depois, foi para A Tribuna e fez até outros jornais, dava palestras. Até a data de 'nascimento' do Expresso foi calculada pela Silvia Helena, para que fosse um jornal de sucesso''.


Logo A Tribuna