São Vicente reduz o intervalo da terceira dose da vacina contra a covid-19

Pessoal da Saúde e Educação e os idosos podem procurar um posto de vacinação se dose anterior tem mais de 60 dias

Por: Nathália de Alcantara  -  25/10/21  -  19:28
Atualizado em 25/10/21 - 19:37
 A mesma medida já vale em Santos desde a última segunda-feira (25)
A mesma medida já vale em Santos desde a última segunda-feira (25)   Foto: Alexsander Ferraz/AT

A partir desta terça-feira (26), São Vicente reduz o intervalo da terceira dose da vacina contra a covid-18 de 180 para 60 dias da dose única ou primeira dose.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Na cidade vicentina, os profissionais da Saúde, da Educação e idosos já podem procurar um dos 26 postos de saúde fixos ou os postos móveis para receber o reforço. Estarão disponíveis as vacinas CoronaVac e Pfizer.


Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias de Saúde da Família (ESF) aplicam a terceira e as demais doses, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h30.


O posto móvel que funciona na loja 329 do Brisamar Shopping (Rua Frei Gaspar, 365) disponibiliza a dose de reforço de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h. Confira relação.


Para a secretária de Saúde de São Vicente, Michelle Santos, a iniciativa é mais um passo importante na campanha de vacinação.


“Queremos vacinar o maior número de pessoas possível com a terceira dose. Quanto mais gente protegida na Cidade, menos chances do vírus circular.”


Em Guarujá, o intervalo de aplicação da dose de reforço de 180 para 60 dias já acontecia para profissionais de Saúde, Educação, Segurança Pública e Assistência Social, além de trabalhadores dos cemitérios e serviços funerários.


Santos
Desde segunda-feira (25), os idosos com mais de 60 anos e os trabalhadores da saúde de Santos já podem tomar a dose de reforço contra a covid-19 após 60 dias da aplicação da segunda dose ou dose única. Será aplicado o imunizante da Pfizer. Houve filas em alguns postos ao longo do dia.


Já os imunossuprimidos devem continuar esperando os 28 dias de intervalo depois da segunda dose ou dose única, mas passam a receber o imunizante Pfizer como dose de reforço.


Todos devem apresentar documento com foto, CPF e comprovante de residência. No caso da dose de reforço, também é preciso mostrar a carteirinha da campanha de vacinação contra a covid-19.


Logo A Tribuna