'O Futuro da Minha Cidade' discute conselho de desenvolvimento em Santos

Evento acontece na próxima quinta-feira (6), na sede da Associação Comercial de Santos (ACS)

Por: Da Redação  -  02/12/18  -  14:30
Evento acontece no auditório da Associação Comercial de Santos (ACS), na quinta (6)
Evento acontece no auditório da Associação Comercial de Santos (ACS), na quinta (6)   Foto: Divulgação

Criar um conselho de desenvolvimento econômico com a participação de vários setores organizados da sociedade civil com o objetivo de planejar o futuro e fomentar atividades em Santos. É o que pretende um grupo de empresários da Cidade. O primeiro passo será dado com o evento ‘O Futuro da Minha Cidade’, que será realizado na próxima quinta-feira (6), a partir das 14h30, na Associação Comercial de Santos (ACS).


O projeto, já realizado em outros estados, vem a Santos por meio de parceria entre a ACS, Sindicato da Construção de São Paulo (Sinduscon), Associação dos Empresários da Construção Civil da Baixada Santista (Assecob), Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi). Está sendo criado para incentivar e fortalecer o protagonismo da sociedade civil para pensar, discutir e atuar diretamente no planejamento futuro dos municípios.


Iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em parceria com o Sesi Nacional, O Futuro da Minha Cidade vem sendo desenvolvido desde 2012 e surgiu a partir da experiência bem-sucedida da cidade de Maringá (PR), por meio do seu Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codem).


Atuante há mais de 20 anos na cidade paranaense, o conselho tem caráter deliberativo e consultivo e sua finalidade é propor e executar políticas de desenvolvimento econômico, social e planejamento urbano. De participação voluntária e apartidária, com visão e planejamento de futuro, a iniciativa tem alcançado excelentes resultados em Maringá.


Durante a realização do Ficon 2018 – Fórum da Indústria da Construção de Santos e Região, realizado em 15 de agosto deste ano, o presidente da CBIC, José Carlos Rodrigues Martins, sugeriu que o projeto fosse trazido para Santos.


O evento é aberto às entidades e as inscrições serão exclusivamente pelo sitewww.ofuturodesantos.com.brou pelo e-mail ofuturodesantos@gmail.com. As vagas são limitadas à lotação do auditório da ACS (150 lugares).


Criação do conselho


Após o evento, a ideia é que as entidades comecem a se mobiliar para a criação do conselho. Diretor da ACS, André Marques Canoilas afirma que o grupo teria caráter consultivo e não político. Seria voltado exclusivamente para propostas que possam gerar emprego e renda na Cidade.


“Temos que buscar ideias, contribuições para que possamos implementar esse conselho e criar novas vocações econômicas para a Cidade, que é mal explorada, ou fortalecer o que já temos. A Associação Comercial é a casa do empresário e nosso objetivo é gerar desenvolvimento econômico”.


Presidente da Associação dos Empresários da Construção Civil da Baixada Santista (Assecob), Gustavo Zagatto Fernandez diz que o objetivo não é fiscalizar a Prefeitura, mas “planejar as demandas de crescimento do Município em todos os setores”.


Logo A Tribuna