Logo A Tribuna

Número de internados com covid-19 em Santos é o menor do ano

Avanço da vacinação vem provocando impactos cada vez mais significativos nas cidades da Baixada Santista; veja números

Por: Nathália de Alcantara  -  30/07/21  -  06:46
Atualizado em 30/07/21 - 07:03
 Taxa geral de ocupação dos 605 leitos covid-19 em unidades públicas e particulares está em 28%
Taxa geral de ocupação dos 605 leitos covid-19 em unidades públicas e particulares está em 28%   Foto: Divulgação/HUB

O avanço da vacinação contra a covid-19 vem provocando impactos cada vez mais significativos nas cidades da Baixada Santista. Um deles foi notado em Santos, que anunciou ontem ter atingido o menor número de moradores internados com a doença, desde o início do ano, na rede hospitalar: até o começo da noite, havia 81 santistas em leitos de enfermaria, além de outras 88 pessoas de outros municípios. (veja quadro)


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Na Cidade, a taxa geral de ocupação dos 605 leitos covid-19 disponíveis em unidades públicas e particulares está em 28%. Entre os 317 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a ocupação é de 34%. Na rede SUS, essa taxa é de 33% e na rede privada, 36%.


Outro exemplo vem de Guarujá. De acordo com balanço divulgado ontem pela Prefeitura, houve apenas um sepultamento de vítima da doença nos últimos sete dias e os enterros de mortos pelo novo coronavírus vêm caindo mês a mês. Chegaram a ser 76 em maio, foram para 63 em junho e, em julho, somaram 24 até ontem.


Contudo, de acordo com o secretário de Saúde de Guarujá, Sandro Luiz Ferreira de Abreu, não se pode pensar em baixar a guarda diante a doença.


“Existem as novas cepas e temos de seguir com todos os cuidados. Até o final da próxima semana, esperamos vacinar todo o público maior de 18 anos. Se você vacina, cria uma proteção viral para o paciente e reduz sintomas graves que possam levar internações e a mortes”.


Em terras guarujaenses, mais de quatro mil pessoas não tomaram a segunda dose da vacina contra a covid-19, o que preocupa Abreu. “Temos feito uma busca ativa. O agente de saúde vai na casa de cada pessoa verificar o motivo de ela não ter se imunizado completamente e a orienta a procurar o posto de vacinação. É melhor aplicar a vacina atrasada do que não vacinar”.


Balanço


As prefeituras da região confirmaram oito mortes e 182 casos de covid-19 em 24h. Outras 4.972 pessoas aguardam exames e 226 mortes são investigadas. Praia Grande registrou cinco mortes. Também foram contabilizados óbitos em Guarujá (um), Itanhaém (um) e Santos (um). Em Praia Grande, também houve 53 confirmações de infectados pela doença. Já em Santos, 25 munícipes receberam a confirmação da covid-19.


Logo A Tribuna