Efeito 'Antonina'? Climatologista descarta sensação térmica de 81º C na Baixada Santista

Região não passará perto desta temperatura, mas deve registrar dias de calor intenso em comparação a última temporada

Por: Cássio Lyra & De A Tribuna On-line &  -  20/12/18  -  09:17
Para esta sexta-feira, a temperatura máxima prevista é de 33ºC
Para esta sexta-feira, a temperatura máxima prevista é de 33ºC   Foto: Irandy Ribas/A Tribuna

Na última terça-feira (18), a cidade de Antonina, no litoral do Paraná, registrou uma sensação térmica de 81°C por volta das 16h, com uma temperatura máxima de 44,3°C. Na Baixada Santista, é possível que os termômetros cheguem a altas temperaturas durante a temporada de verão, mas não no nível registrado na cidade paranaense.


Segundo o climatologista Rodolfo Bonafim, Santos registrou, nesta semana, sensações térmicas de 45°C e 43°C na segunda (17) e terça-feira (18), respectivamente.Ele explica que temperaturas como a registrada em Antonina são raras de acontecer no litoral paulista. "Assim como aconteceu no Paraná, esse tipo de temperatura não é comum de acontecer. Na Baixada é a mesma coisa. Não faz parte da climatologia da nossa região um registro de temperatura como esse".


O climatologista conta que fez o registro mais alto de temperatura e sensação térmica, em Santos, em agosto de 2005. "Temperatura máxima de 41°C e, por conta da baixa umidade do ar, a sensação térmica foi de quase 50°C. Números impressionantes naquela época em que estávamos em pleno inverno", conta.


Com a chegada da temporada de verão, a população das cidades da Baixada Santista, além dos turistas, procuram saber do tempo para aproveitar as praias da região como opção de lazer. O climatologista diz que a expectativa é que o calor seja ainda mais intenso em relação a temporada passada.


"Devido ao fenomêno El Niño, que são as alterações de curta duração na distribuição da superfície da água do Pacífico, as temperaturas médias dos meses de verão serão superiores as do mesmo período da última temporada. É cedo para números, mas tudo indica que a temperatura média de todos os dias de verão será maior que a média normal climatológica", finaliza Bonafim.


Logo A Tribuna