Cidades da Baixada Santista ampliam terceira dose contra covid-19

Pelo menos cinco municípios vão dar reforço para todos os adultos já a partir desta quinta-feira (18)

Por: Maurício Martins  -  18/11/21  -  07:25
Atualizado em 18/11/21 - 15:09
Praia Grande, São Vicente, Cubatão, Itanhaém e Guarujá ampliaram terceira dose
Praia Grande, São Vicente, Cubatão, Itanhaém e Guarujá ampliaram terceira dose   Foto: Alexsander Ferraz/AT

A maioria das cidades da Baixada Santista amplia, nesta quinta-feira (18), a aplicação da vacina de reforço contra a covid-19 para todas as pessoas com mais de 18 anos que já tomaram duas doses ou a dose única. Elas seguem posicionamento do Governo Estadual, que anunciou para esta quinta a terceira aplicação para os que tomaram as duas doses há pelo menos cinco meses, conforme orientação do Ministério da Saúde.


Praia Grande, São Vicente, Cubatão e Itanhaém seguirão a regra. Já Guarujá diminuiu o intervalo e quem completou dois meses do esquema vacinal já pode receber a terceira dose. Por outro lado, Santos, Bertioga, Mongaguá e Peruíbe ainda não ampliarão o público.


Em entrevista nesta quarta-feira (17), o governador João Doria (PSDB) anunciou a nova orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI), que segue a diretriz do Programa Nacional de Imunização (PNI).


A dose adicional era recomendada apenas a quem tinha mais de 60 anos de idade, aos profissionais da saúde e imunossuprimidos, com um intervalo de seis meses. Com a mudança, 710 mil pessoas em todo o Estado já estão aptas a receber a terceira aplicação nesta quinta-feira. Até o momento, 3,6 milhões de pessoas já tomaram a dose adicional no Estado.


O imunizante para a dose de reforço será aquele que estiver disponível no posto de saúde: Pfizer, CoronaVac ou Astrazeneca, diz o Estado. Quem tomou a dose única da Janssen deverá tomar uma segunda dose após oito semanas e, após cinco meses de completar o ciclo vacinal, poderá receber a dose de reforço. O Estado, porém, não conta com estoque deste imunizante e aguarda o envio de doses do Ministério da Saúde.


Os adultos deverão levar o comprovante de vacinação com o esquema vacinal completo, além de documento pessoal e comprovante de residência.


Cidades
Praia Grande afirma que recebeu documento do Estado com as novas regras e “seguirá rigorosamente as orientações de acordo com a disponibilidade das doses”. “O prazo dos trabalhadores da saúde foi modificado, agora é de 60 dias entre a segunda e a terceira doses”.


São Vicente explica que as vacinas disponíveis para reforço são CoronaVac e Pfizer. Imunizantes da Oxford só estão acessíveis para a segunda dose. Além das unidades básicas de saúde, a vacinação prossegue em dois postos móveis. Na Região Insular, no Brisamar Shopping (Rua Frei Gaspar, 365 – Centro), das 9h às 20h. Na Área Continental, no Ginásio Dr. Luiz Gonzaga (Praça dos Ambientalistas, s/n – Jardim Rio Branco), das 9h às 15h30.


Guarujá já tinha reduzido, na terça-feira (16), de 180 para 60 dias o intervalo de tempo entre a segunda dose e a dose de reforço para moradores maiores de 18 anos. “A Secretaria Municipal de Saúde adotou a medida, clinicamente segura, para ampliar a cobertura vacinal na Cidade”.


Cubatão e Itanhaém também seguirão as diretrizes estaduais. Mongaguá disse que aguardava o parecer técnico do Diretoria Regional de Saúde (DRS) para definir as próximas ações, enquanto Bertioga informa que “está aguardando posicionamento oficial do Governo do Estado”.


Peruíbe espera receber novas doses no final da tarde desta quinta, “Estamos nos organizando, portanto, para iniciar a aplicação deste público na sexta-feira (19). E Santos informou que Cidade aguarda “a chegada de imunizantes suficientes para atender à demanda, além da atualização da norma técnica de vacinação por parte do Estado”.


Logo A Tribuna