Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Baixada Santista passa dos 92 mil casos desde o começo da pandemia da Covid-19

Em 24h, foram confirmadas oito mortes e 624 pessoas infectadas; ao mesmo tempo, 79.853 já se recuperaram da doença

Por: Nathália de Alcantara  -  27/01/21  -  00:30
Baixada Santista confirmou oito mortes nas últimas 24 horas
Baixada Santista confirmou oito mortes nas últimas 24 horas   Foto: Matheus Tagé/AT

A Baixada Santista passou dos 92 mil casos por coronavírus desde o começo da pandemia. Já são 3.040 mortes nesse período. Em 24h, foram confirmadas oito mortes e 624 pessoas infectadas. Outras 2.145 seguem aguardando resultados, além de 105 óbitos que são investigados. Ao mesmo tempo, 79.853 já se recuperaram da doença.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Guarujá confirmou quatro mortes e chega a 558 óbitos desde o começo da pandemia. Em 24h, também foram registradas mortes em Bertioga (2) e Itanhaém (2).


Doentes


Nesta terça-feira (26), a Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) de Santos recebeu 279 notificações de Covid-19 entre munícipes. O número acumulado de casos passou de 33.449 para 33.728.


Praia Grande recebeu 120 notificações positivas também em 24h, passando para 14.311 infectados. Já Guarujá teve 92 confirmações de doentes e soma hoje 12.484 doentes.


Leitos


Guarujá monitora 22 pessoas internadas, oito em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Neste momento, os leitos Covid-19 estão com ocupação de 17%, sendo 16% em enfermaria e 22% em UTI.


Nas últimas 24 horas, houve queda na quantidade de pessoas internadas com Covid-19 na rede hospitalar de Santos, de 220 para 213 pessoas. A queda foi de -3,1%.


Do total de internados, 124 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados aos casos mais graves.


A taxa de ocupação geral dos 627 leitos Covid-19 disponíveis está em 34%.Entre os 273 leitos de UTI, a ocupação é de 45%. Na rede SUS, a taxa é de 37% e, na rede privada, de 59%.


Logo A Tribuna