Baixada Santista começa vacinação contra Covid-19 nesta quarta-feira

Santos, São Vicente, Cubatão, Itanhaém, Peruíbe e Praia Grande imunizarão seus profissionais da saúde com as primeiras doses

Por: Nathália de Alcantara  -  20/01/21  -  09:50
São Vicente recebeu a primeira leva de vacinas na manhã desta quarta
São Vicente recebeu a primeira leva de vacinas na manhã desta quarta   Foto: Reprodução/TV Tribuna

Depois de quase um ano de espera por uma vacina que pudesse conter a pandemia de coronavírus, as primeiras doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, serão aplicadas nesta quarta-feira (20) em Santos, Cubatão, Itanhaém, Peruíbe e Praia Grande. São esperadas cerca de 20 mil doses só para profissionais da saúde dessas cidades.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


"Estamos muito felizes e confiantes. Temos fé. É uma conquista muito grande essa vacina", desabafa a técnica de enfermagem Fabiana dos Santos Dias, de 43 anos, uma das centenas de profissionais que trabalham na linha de frente do atendimento a pacientes com covid-19.


Santos tem 9.560 doses para quem atua em hospitais, hospitais de campanha, unidades de pronto atendimento e Samu, além de idosos que moram em clínicas de repouso e cuidadores desses locais.


A Cidade garante que foram adquiridos agulhas, seringas e caixas para descarte de perfurocortantes para atender toda a população. Ainda estão contratados 179 pessoas entre enfermeiros e técnicos de enfermagem para atuar na campanha. Também foi instalado um contêiner refrigerado de 40 pés para armazenar as doses de vacina.


Outras cidades


A imunização em Cubatão será 13h, no Pronto-Socorro Central, com a vacinação de profissionais de urgência e emergência. A previsão é atingir 3.975 trabalhadores.


Cearense de nascimento e vivendo com a família em Cubatão desde 1977, a auxiliar de apoio à Saúde Maria das Graças Narciso de Almeida, de 70 anos, será a primeira trabalhadora da Saúde a ser vacinada contra a covid-19 na Cidade. Ela tem mais de 30 anos de experiência.


Além de estar abastecida com seringas, algodão, curativo e álcool em gel, Cubatão conta com dois freezeres, duas câmaras frias e 25 nobreaks (para evitar que a queda de energia prejudique a refrigeração das vacinas).


São Vicente atenderá nesta quarta-feira (20) cerca de 350 profissionais da saúde que atuam no Hospital Municipal, Maternidade Municipal e Hospital São José. A primeira aplicação será 17h, no Hospital Municipal.


“Os profissionais não precisarão se deslocar dos seus postos de trabalho”, garante a diretora de Vigilância à Saúde de São Vicente, Luciana Schiavetti.


Na Cidade, são 8.717 trabalhadores da saúde. Nos próximos dias, será a vez dos colaboradores do Hospital Olavo Horneaux de Moura (Humaitá), das unidades de Pronto Atendimento do Parque das Bandeiras e do Humaitá, das bases do Samu e dos hospitais privados Frei Galvão e Ana Costa.


Ainda esta semana, serão entregues à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) as doses para atender a população da aldeia de Paranapuã.


Peruíbe terá 642 doses para os profissionais de saúde. A imunização será a partir das 10h, na UPA de Peruíbe. Já em Itanhaém, estão previstas cerca de 1.400 doses. Ainda será montada uma logística para vacinar os profissionais de saúde.


Já em Praia Grande, são 4.080 doses. "Nesse primeiro momento a população indígena e os profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus serão os imunizados", diz a prefeita Raquel Chini.


Segundo o secretário de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, uma equipe da Sesap vai realizar a vacinação na população indígena da Cidade e os profissionais da saúde serão vacinados em suas próprias unidades de trabalho.


Ainda não


Mas nem todas as cidades da Baixada começarão a imunização nesta quarta-feira (20). Guarujá deve começar a vacinar só na quinta-feira (21) e aguarda algo em torno de 4.600 doses. Mongaguá também diz que ainda não recebeu a CoronaVac. Já Bertioga explica que seguirá o calendário divulgado no Plano Estadual de Imunização (PEI), com início previsto para o dia 25 de janeiro.


Logo A Tribuna