Apoiadores de Bolsonaro fecham rodovia do litoral de SP e motoristas saem pelo acostamento; VÍDEO

Pista foi bloqueada nesta terça-feira (1º) seguindo uma onda nacional de protestos

Por: ATribuna.com.br  -  01/11/22  -  18:32
Atualizado em 01/11/22 - 18:35
Manifestantes bloquearam os dois sentidos da Rodovia Rio-Santos, em Bertioga
Manifestantes bloquearam os dois sentidos da Rodovia Rio-Santos, em Bertioga   Foto: Divulgação/DER

Manifestantes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado no segundo turno das eleições, protestaram na tarde desta terça-feira (1º), na Rodovia Rio-Santos, em Bertioga, litoral de São Paulo.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Eles levaram pneus, para-choques e bandeiras do Brasil para fechar a pista. Uma tenda foi montada pelos manifestantes. Os motoristas tiveram que desviar pelo acostamento da via.


De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o protesto ocorreu na altura do km 225+800, nos dois sentidos. A Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local.


Bloqueios

Desde segunda-feira (31), rodovias que dão acesso à Baixada Santista recebem pontos de bloqueio e manifestação por parte de apoiadores de Bolsonaro.


A Via Anchieta registrou manifestações na altura dos km 18 e 63, com bloqueio das pistas. A própria Rio-Santos, na altura de Bertioga, e a Cônego Domênico Rangoni, que engloba Guarujá, Cubatão e Santos, também foram fechadas.



Por volta das 23h30 desta segunda, os manifestantes montaram uma barreira próxima ao viaduto da Alemoa, na entrada de Santos. O local dá acesso ao Porto.


Outra pista que sofreu interdição foi a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na divisa entre Itanhaém e Peruíbe. Manifestantes bloquearam a via com pneus e atearam fogo na altura do km 339. Houve também uma carreta parada, impedindo o tráfego de veículos.


Manifestações

Os bloqueios seguem um movimento que acontece em rodovias de todo o Brasil após o presidente Jair Bolsonaro ser derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições.


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, determinou o desbloqueio imediato das rodovias em todo o Brasil. A medida foi levada para votação extraordinária e, rapidamente, a Corte formou maioria.


Manifestantes bloquearam os dois sentidos da Rodovia Rio-Santos
Manifestantes bloquearam os dois sentidos da Rodovia Rio-Santos   Foto: Reprodução

Logo A Tribuna
Newsletter