10 dicas que podem ajudar o trabalhador temporário a ser efetivado no emprego

Quem se sai bem nesse tipo de atividade tem 15% de chance de continuar na empresa, diz associação

Por: Gabriel Oliveira  -  15/11/18  -  21:44

O trabalho temporário, em alta nesta época do ano, é uma porta de entrada para o mercado. Quem se sai bem tem em torno de 15% de chance de continuar na empresa, de acordo com a Associação Brasileira de Trabalho Temporário (Asserttem).


O vice-presidente da entidade, Marcos de Abreu, estima que os setores industrial e de serviços devem abrir mais espaço para temporários virarem efetivos. “Estamos sentindo um crescimento contínuo nessas áreas”.


Ele destaca que os cargos operacionais e administrativos costumam ter maior chance de efetivação em razão do grande número de vagas temporárias e da característica de empregarem quem está em início de carreira.


Para o temporário ser admitido de vez, a dica primordial é encarar o trabalho como se fosse efetivo, segundo o coach de carreira Allan Lopes. Caso contrário, o comportamento e o desempenho do trabalhador podem ser prejudicados.


Lopes afirma que, se a oportunidade não surgir naquela empresa, a qualidade do trabalho desempenhado pode chamar atenção de outras pessoas com as quais o profissional lidou no período em que era temporário.


A psicóloga Silvana Santos de Andrade Hungerbuhler, da Mazzini, empresa especializada em mão de obra temporária, também sugere dedicação. “Tem que ter boa vontade, disponibilidade e estar no trabalho para somar com o grupo”.


Ela pontua que o segredo é ter a ausência sentida pelo empregador. “É quando a pessoa trabalha com tanta vontade que o patrão esquece que ela é temporária e agrega ao grupo de uma maneira que se sente a necessidade dela”.


Afinco


Diretora da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Eliane Aere diz que é preciso agarrar a chance de temporário com afinco, tendo comprometimento, alinhando-se ao perfil da companhia e concentrando-se em produzir resultados.


“O currículo é a porta de entrada, mas, depois que você entra na empresa, o que conta é o seu comprometimento, o quanto você é engajado, se entrega e está alinhado à cultura da organização”, salienta.


Yasmin trabalha em uma loja em Santos e batalha para ser efetivada
Yasmin trabalha em uma loja em Santos e batalha para ser efetivada   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Expectativa


Contratada em uma loja de um shopping de Santos, Yasmin Aparecida de Almeida dos Santos, de 25 anos, se dedica para alcançar a efetivação. Ela já havia sido temporária no fim do ano passado em um estabelecimento de rua.


“Procuro ser proativa, ajudar as minhas colegas e atender os clientes da melhor maneira possível, não apenas pensando na venda em si, mas também querendo fidelizá-los para que haja um retorno positivo para a loja. Eu visto a camisa”, considera.


Orientações


1. Encare o trabalho como efetivo


Mesmo contratado por tempo determinado, trabalhe como se fosse funcionário efetivo da empresa. Isso faz com que você encare melhor as atribuições e responsabilidades do dia a dia.


2. Cumpra os horários


Seja no comércio, na indústria e nos serviços, o temporário deve cumprir os horários e não chegar atrasado. Caso haja algum imprevisto, sempre avise a chefia. Pontualidade é um atributo muito valorizado pelas empresas.


3. Enturme-se


O temporário tem pouco tempo para se integrar à equipe e deve fazer amizades mais rapidamente. Tire todas as dúvidas e mostre-se solícito. Só cuidado para não passar do ponto e forçar a barra para ser bem aceito.


4. Demonstre satisfação


Expresse que está contente com o trabalho e que deseja permanecer na empresa como efetivo. Se não for possível uma contratação imediata, coloque-se à disposição para, se surgir uma vaga no futuro, você ser lembrado.


5. Esforce-se


O trabalho bem realizado durante o período de temporário vale mais do que o currículo em uma possível efetivação. Por isso, faça de tudo para dar conta do trabalho, executando-o com qualidade e produzindo resultados para a companhia.


6. Tenha energia


Prepare-se para encarar uma rotina pesada de trabalho, pois, nesta época do ano, a demanda no comércio, na indústria e nos serviços aumenta.


7. Cuide do comportamento


Fofocas, grosserias e desrespeito aos clientes e aos companheiros de trabalho comprometem qualquer empregado e minam as chances de efetivação. Policie-se para não sair da linha e ter comportamentos desagradáveis no ambiente de trabalho.


8. Controle-se fora da empresa


Uma postura discreta fora do trabalho também é recomendada. Não é muito legal aparecer em fotos em baladas e bares bebendo demais e/ou em situações constrangedoras. Ter uma boa imagem é essencial para se dar bem no mundo corporativo.


9. Alinhe-se ao perfil da empresa


Toda companhia possui perfil, valores e objetivos próprios. Estude-os para saber como se adaptar e, assim, ter maior alinhamento com eles. É importante, antes de tudo, que você se sinta bem onde está trabalhando e que o emprego combine com o seu estilo. Seja feliz no trabalho para que os resultados positivos apareçam.


10. Comprometa-se com os resultados


Tenha sempre em mente que é necessário dar resultados para a empresa onde você está trabalhando. Se é em uma loja, é preciso vender bem, aproveitando as oportunidades desta época do ano, em que o movimento de clientes no comércio cresce muito.


Logo A Tribuna