EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

18 de Setembro de 2019

Garcia é reeleito presidente da Undime-SP

A nova composição, referente ao biênio 2019/2020, conta ainda com a vice-presidente Márcia Bernardes

O dirigente de Educação de Sud Mennucci, no Interior de São Paulo, Luiz Miguel Martins Garcia, foi reeleito presidente da seccional Paulista da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O resultado foi anunciado na quarta feira, no último dia do 29º Fórum Estadual da Undime-SP, em Atibaia (SP).

A nova composição, referente ao biênio 2019/2020, conta ainda com a vice-presidente Márcia Bernardes (dirigente de Educação de Atibaia), Lélia Hartmann (Francisco Morato) e Celso Iversen (Porto Feliz), nas vice-presidências de Grande São Paulo/ABCD e Interior, respectivamente.

“Acredito que o desafio nessa nova gestão é consolidar um processo de colaboração. De fato, o Ministério da Educação (MEC) não vai dar conta de tudo sozinho, o Estado não dará conta sozinho e nem o município. O aluno é um ser que permeia tudo isso. É o todo. Então, os entes federados precisam ampliar os mecanismos de diálogo e execução de atividades conjuntas. Isso é uma questão primordial”, avalia Garcia.

Consolidar essa colaboração, segundo ele, permitirá planejamentos mais ousados e ações mais efetivas na formação de professores, na garantia de infraestrutura, sobretudo para Educação Infantil, e no cumprimento dos planos nacional, estadual e municipal de Educação.

Um dos desafios municipais a enfrentar já neste ano é a formação dos docentes com base nos novos currículos alinhados à Base Nacional Comum Curricular. Garcia explica que a Undime tem sua proposta, mas a intenção é discutir o assunto com a Secretaria de Estado da Educação, como se fez com o currículo paulista.

Para ele, não faria sentido ter realizado um trabalho conjunto de construção do currículo para, agora, haver ações isoladas. “Esta é uma oportunidade grande de se aproximar, alinhar ideias e continuar desenvolvendo ações em parceria. Isso vai otimizar recursos de infraestrutura,de equipe, e dará escala maior a algumas ações, permitindo que os professores e gestores consigam uma formação de qualidade em todo o Estado.”