EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

6 de Julho de 2020

Fisco ainda espera 64 mil declarações de imposto de renda na Baixada Santista

Apesar do prazo maior devido à Covid-19, 15% dos contribuintes não enviaram dados

Mesmo com prazo ampliado pela Receita Federal devido à pandemia, pelo menos 64,5 mil contribuintes da Baixada Santista, segundo contagem feita até o último minuto de domingo, não tinham enviado a declaração do Imposto de Renda ao Fisco. 

Conforme dados da Delegacia da Receita de Santos, o Fisco espera receber 416.231 declarações na região. Considerando os envios já computados, em contagem feita por A Tribuna, 64.524 deixaram as últimas 48 horas para prestar contas ao Leão. 

O prazo termina às 23h59 desta terça-feira (30). O programa da declaração está disponível no site da Receita. O envio é feito pela própria declaração. Basta entrar nos campos de pendências e seguir as recomendações. 
Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, pode baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda no Google Play ou App Store.

De acordo com a Receita, os santistas são os mais atrasados – 17,7% não enviaram a declaração. Os mais adiantados são os de Cubatão (9,8%). Em Bertioga, os faltosos são 16%, em Guarujá, 14,8%, em Itanhaém, 13,5%, Mongaguá, 12,6%, em Peruíbe, 14,4%, em Praia Grande, 12,5%, e em São Vicente, 15,9%. 

Multa

Para quem estiver nessa situação seja rápido para não pagar multa pelo atraso. Em último caso, segundo contadores, se faltarem alguns documentos, envie a declaração e tente retificar o mais rápido possível. 

A multa por atraso é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é de R$ 165,74. 

Para começar, reúna rendimentos recebidos (salário, aposentadoria, previdência privada, aluguel, renda com aplicações, pensão alimentícia, conta corrente e bens em 31 de dezembro. 

Guarde todos os comprovantes em caso de convocação pela Receita, como recibos médicos e contas de plano de saúde, ensino, aluguel e casa própria e contribuição ao INSS.

Tudo sobre: