EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Abril de 2020

Estado de São Paulo repassará verba para ajudar na alimentação de estudantes

Dinheiro será destinado às famílias de estudantes mais vulneráveis

O governador João Doria (PSDB) anunciou no início da tarde desta quarta-feira (25), durante entrevista coletiva, que o Estado implantará o programa Merenda em Casa. A iniciativa irá beneficiar as famílias de cerca de 700 mil alunos da rede estadual, de um total de 3,5 milhões que estão sem aulas durante a pandemia da Covid-19. 

A partir do dia 1º de abril, serão repassados R$ 55 às famílias dos estudantes para ajudar na alimentação já que, com as aulas suspensas, esses alunos estão sem merenda. Segundo Doria, com o valor, é possível comprar uma cesta básica. O repasse será feito mensalmente até que dure a suspensão das atividades na rede de ensino estadual. "É uma medida protetiva, de atenção às famílias e às crianças mais vulneráveis do nosso Estado.", afirmou o governador.  

Serão beneficiados os estudantes cujas famílias recebem o Bolsa Família, bem como aqueles que vivem em condição de extrema pobreza, de acordo com o Cadastro Único do Governo Federal. 

Para identificar os alunos, haverá um cruzamento de dados entre as bases da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. Desta forma, as duas pastas poderão identificar alunos em extrema pobreza inseridos no Cadastro Único, sejam eles beneficiários do Bolsa Família ou não.   

Outra iniciativa 

A Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), estuda uma alternativa de aproveitar os alimentos perecíveis destinados para a merenda que estão estocados nas escolas. 

"Além de um direito, a merenda escolar é uma garantia de capacidade para o pleno desenvolvimento dos estudantes”, disse o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares. 

Tudo sobre: