Em 24h, Baixada Santista tem 663 casos e sete mortes por coronavírus

Região acumula desde o início da pandemia 87.175 pessoas que foram contaminadas com o novo coronavírus e 2.915 mortos

A Baixada Santista registrou em 24 horas, entre sexta-feira e sábado, sete mortes em decorrência de Covid-19 e 663 novos casos da doença. Cinco vítimas fatais são de São Vicente e outras duas de Praia Grande. No total, a região acumula desde o início da pandemia 87.175 pessoas que foram contaminadas com o novo coronavírus e 2.915 mortos.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

No sábado, a cidade que mais contabilizou novos pacientes foi Praia Grande. A prefeitura registrou 273 casos, atingindo 13.666 pessoas com a doença. Destas, 96% já está curadas. O município tem internados 30 doentes, sendo que 20 se encontram em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que representa 50% de ocupação.

Santos segue sendo a que acumula o maior número de casos e óbitos desde abril do ano passado. Mais de 31 mil pessoas tiveram a doença. Ontem, a Seção de Vigilância Epidemiológica recebeu 241 notificações. Mesmo com o alto número de infectados (dos quais 90% estão recuperados), a Cidade apresenta uma queda de 5,7% no número de internações de sexta para ontem, passando de 261 para 246 leitos ocupados.

De acordo com a Prefeitura, a taxa de ocupação geral dos 733 leitos Covid-19 disponíveis em Santos está em 34%. Entre os 319 leitos de UTI, a ocupação é de 44%. Na rede SUS, a taxa é de 34% e, na rede privada, de 57%.

Em São Vicente, que assim como Guarujá contabiliza 533 mortes, de acordo com a Secretaria de Saúde do Município, há dois pacientes internados em leitos de enfermaria (de dez disponíveis) e dois em UTI (de nove disponíveis).

Aos finais de semana, as prefeituras de Guarujá e Itanhaém não divulgam boletins da doença para a imprensa. Nas duas cidades, os novos dados só serão informados amanhã.

Tudo sobre: