EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

13 de Agosto de 2020

Duas cidades da Baixada Santista autorizam atividades em templos

Bertioga e Praia Grande já estão flexibilizando o funcionamento de templos religiosos com algumas condições

Bertioga e Praia Grande já estão flexibilizando o funcionamento de templos religiosos – acompanhando o decreto federal que os classifica como serviço essencial, permitindo cultos e missas.

As celebrações da Igreja Católica, porém, continuarão sem a presença de fiéis, sendo transmitidas pelas redes sociais. 

A informação foi divulgada neste domingo (3), numa circular assinada pelo bispo dom Tarcísio Scaramussa. Ele explica que, nessas cidades, as igrejas poderão abrir, respeitando algumas condições.

Para o bispo, o mais seguro no momento é evitar sair de casa, já que pela experiência observada em outros estados e países, o momento exige prudência.

“Consideramos que ainda não é o momento para sair da quarentena, pois isso colocará em grave risco a vida das pessoas. Ainda que o desejo de todos seja a volta à normalidade, o zelo pela vida de nosso povo cobra atitude firme de cada cristão, e grande responsabilidade dos pastores e autoridades. Gritar pelo contrário é tornar-se arauto da morte”, afirmou Scaramussa, no documento.

Precauções gerais

Nos decretos publicados pelas cidades de Bertioga (3.359/2020) e Praia Grande (6955/2020), há recomendações e condições para as atividades. 

A principal diferença entre as duas cidades é no horário de funcionamento. Em Bertioga, missas, pregações, cultos e similares poderão ter duração de, no máximo, 1h30, entre 6 e 22 horas. Em Praia Grande a restrição é maior, já que os locais podem abrir às terças e aos domingos, com o mesmo tempo máximo de duração de celebrações.

Em ambas, é obrigatório o uso de máscara e disponibilidade de produtos para desinfecção das mãos na entrada, como álcool ou água e sabão, além de desinfecção de equipamentos e do local antes e depois do uso.

Também deverá ter limitação na ocupação em até 30%, com distanciamento entre as pessoas. Praia Grande acrescenta a obrigatoriedade de medir a temperatura dos frequentadores em locais com mais de 100 metros quadrados, proibindo a entrada de quem estiver com mais de 37ºC.

Nas duas cidades, pessoas do grupo de risco são orientadas a ficar em casa. Em Bertioga, o decreto pede a proibição de entrada de menores de 12 anos. 

Segundo o prefeito Caio Matheus (PSDB), a decisão foi discutida em conjunto com representantes de segmentos religiosos da cidade. “Contudo, a reabertura será analisada continuamente, podendo ser reavaliada conforme acompanhamento dos casos da doença no Município”. 

Tudo sobre: