EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Doria anuncia protocolo de reabertura de cinemas e academias

Atividades podem ter aval assim que a cidade for alocada à fase amarela, a terceira entre as cinco faixas de flexibilização das atividades no Estado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (3) novos protocolos de reabertura de salões de beleza, academias, teatros, cinemas e salas de espetáculos. A liberação dos setores ainda não tem data confirmada e depende do avanço das regiões para a fase Amarela no Plano São Paulo, que prevê a retomada das atividades econômicas paulistas. 

A autorização para esses setores estava prevista para cidades que estivessem nas  últimas fases do plano – verde (4) e azul (5), que é a mais permissiva. Agora, algumas dessas atividades poderão ser antecipadas assim que a região paulista avançar para a etapa amarela (a terceira dentre as cinco faixas cromáticas com regras de flexibilização econômica). 

As mudanças foram anunciadas durante entrevista coletiva sobre o combate ao novo coronavírus, no Palácio dos Bandeirantes. Pelo planejamento, antes de reabrirem as portas, os setores precisam firmar protocolos sanitários com os municípios.  

Academia 

As academias estavam na fase verde (4). Assim que as localidades paulistas alcançarem esse patamar, os espaços estarão liberados a funcionar 6 horas por dia, com 30% da capacidade de lotação. Será preciso agendamento prévio, treinos individuais, limpeza dos equipamentos três vezes ao dia e uso obrigatório de máscara. O uso dos vestiários está restringido.  

O retorno às atividades no modelo tradicional segue previsto apenas para a fase verde, a última do plano. “Nessa etapa, o que elas podem ter de funcionamento validado pelo Centro de Contingência”, informou  secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.  

Já atividades culturais como cinemas, teatros e museus, convenções, além da realização de eventos estarão liberados desde que a região esteja há quatro semanas na fase amarela. Na Baixada Santista, há a possibilidade de alcançar essa coloração na próxima sexta-feira (19). Por ora, a região continua classificada na fase Laranja, a segunda do Plano SP.

O governo do Estado estabeleceu uma série de limitações ao setor cultural e de eventos. Ambos precisam ter controle de acesso, assento marcado com distanciamento social e uso de máscara. As vendas de ingressos vão ocorrer pela internet.  

Eventos e aglomerações sem controle de acesso se mantêm na fase azul. A secretária de Desenvolvimento Econômico disse que esta mudança consiste em especificar o que pode funcionar em cada etapa.  

Tudo sobre: