Deputada diz que Bolsonaro pode investir R$ 300 milhões da multa da Rumo na Baixada Santista e Vale

Segundo Rosana Valle (PSB), pedido é que recurso seja utilizado na retomada da ferrovia de 232 Km, que liga Cajati a São Vicente

O presidente Jair Bolsonaro prometeu que lutará para que os R$ 300 milhões que a empresa Rumo pagará em indenização ao Governo Federal, pela devolução sem uso do Ramal Ferroviário Cajati-Santos, sejam aplicados na Baixada Santista e Vale do Ribeira.

A garantia foi dada pela deputada federal Rosana Valle (PSB), que acompanhou o presidente durante visita a São Vicente, esta sexta-feira (7).

A parlamentar pediu que o recurso seja aplicado, se possível, na retomada da ferrovia de 232 Km, que liga Cajati a São Vicente, uma vez que os trilhos situados em Santos já foram ocupados pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Rosana Vale também requisitou ao presidente que autorize a realização de um estudo de viabilidade técnica e econômica para o ramal, que pode ser retomado em uso misto, passageiros e cargas, no todo ou em trechos, de acordo com as possibilidades apontadas neste estudo.

“Ele ficou animado com a possibilidade, inclusive, de viabilizar um transporte público barato, por trilhos, que beneficie o Litoral Sul e o Vale do Ribeira. Vamos aguardar os próximos passos”, disse a deputada, em visita à Ponte dos Barreiros, em São Vicente.

Tudo sobre: