Menino junta latinhas para realizar o sonho de comprar videogame em Cubatão

Felipe Mendes Pereira, de 7 anos, começou a vender as latinhas para economizar, já que a família não pode comprar o aparelho

Para realizar o sonho de ter um videogame, Felipe Mendes Pereira, de 7 anos, começou a juntar latinhas de alumínio e vendê-las. A iniciativa partiu do próprio menino, que mora no bairro Jardim Nova República, em Cubatão, e decidiu enxergar o valor que uma simples lata de alumínio pode ter, para que o sonho chegue cada vez mais perto.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Aos finais de semana, Felipe sai acompanhado da mãe Anny Júnia Mendes Pereira, de 26 anos, percorrendo as ruas do bairro onde mora, em busca mais latinhas. A mãe conta que Felipe começou a ter vontade de ganhar um videogame e teve a ideia de vender latas de alumínio para economizar o dinheiro.

Para a família, a iniciativa é emocionante já que o pequeno se adaptou a nova realidade da família. Junto com os pais e os irmãos, Felipe está morando na casa da avó, pois o padrasto ficou desempregado durante a pandemia. "Pra gente dá orgulho porque é difícil achar uma criança que quer correr atrás das coisas. Ele tem essa vontade de trabalhar, de tentar ajudar. A gente vê tanta criança jogada no mundão hoje em dia", diz Anny. 

Apesar de ter conseguido se recolocar no mercado de trabalho este mês, o pai de Felipe usará o primeiro salário para quitar as contas e comprar itens essenciais. Mesmo tendo como objetivo arrecadar o dinheiro do videogame, Felipe abre algumas exceções para ajudar a família. Segundo Anny, ele comprou o próprio presente de Natal em 2020. Também costuma comprar lembranças para o irmão mais novo e já deixou de economizar para que a família pudesse comprar alimentos. 

Em três meses, Felipe conseguiu arrecadar cerca de R$300 reais. Além disso, a família criou uma vaquinha virtual para ajudar a completar o valor do videogame. Eles esperam arrecadar o valor para que o menino ganhe de presente de aniversário, em fevereiro. 

Tudo sobre: