Estudante sobrevive a grave acidente e aguarda por cirurgia no litoral de SP: 'Não sinto minha mão'

Lucas Almeida Ferreira, de 26 anos, teve os nervos da mão direita rompidos

Um grave acidente de carro fez com que o estudante de fisioterapia, Lucas Almeida Ferreira, de 26 anos, tivesse danos gravíssimos em seu braço direito. O rapaz está internado no Hospital Municipal de Cubatão e aguarda a liberação de vagas em hospitais da região que consigam realizar uma cirurgia para reparar os nervos.

O acidente ocorreu na madrugada de segunda-feira (16), na Av. Comendador Francisco Bernardo, 261, no Parque Sao Luis, em frente ao SESI de Cubatão. Lucas conta que estava voltando de uma festa no Jardim Nova República na companhia de uma tia, uma prima, um amiga e um amigo, que estava dirigindo o veículo. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

“Estávamos curtindo normal, sem embriaguez. Quando por volta de 1h, a luz do bairro caiu. Meu amigo mora em outro bairro e precisava abastecer, então eu pedi pra ele guiar sentido São Vicente para abastecer e me deixar em casa”, conta o estudante, que afirma que o acidente ocorreu por conta da forte chuva que caía na hora - que fez com que o motorista perdesse o controle e colidisse com um muro.

Carro em que Lucas estava após o acidente (Foto:Reprodução/Cubatão News)

Ninguém perdeu a vida neste acidente, mas Lucas acabou sofrendo os ferimentos mais graves por estar no banco da frente. Ele foi encaminhado para o Hospital Municipal de Cubatão para realizar uma cirurgia de reconstrução muscular. “Agora eu preciso fazer uma [cirurgia] para ligar os nervos, que romperam após a colisão com a mureta. A minha mão está bem inchada e sem sensibilidade”, explica.

Lucas está cadastrado na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) e aguarda a liberação nos hospitais da região para realizar o procedimento. 

A reportagem de ATribuna.com.br apurou junto a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, que O Núcleo de Regulamentação da Baixada Santista está em busca de vagas nos hospitais tidos como referências em cirurgias ortopédicas de alta complexidade na região - são eles a Santa Casa de Santos, o Hospital Santo Amaro, em Guarujá e o Complexo Hospitalar Irmã Dulce, em Praia Grande. 

Segundo a Secretaria, os médicos da central monitoram o caso do estudante e o serviço de origem será orientado quando à transferência for viabilizada.

Tudo sobre: