EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

22 de Julho de 2019

Cubatão regulamenta lei que cria projeto Vigilância Amiga

Proposta prevê a socialização das imagens de câmeras particulares para auxiliar nas investigações e elucidações de crimes praticados no município

O prefeito de Cubatão, Ademário Oliveira (PSDB), assinou, nesta quarta-feira (15), um decreto que regulamenta a lei 3.887/19, que cria o projeto Vigilância Amiga. O projeto estabelece parceria voluntária entre a sociedade civil e o Executivo no sentido de cooperar com a Justiça e as polícias Federal, Militar e Civil com a socialização das imagens de suas câmeras particulares às investigações e elucidações de crimes praticados no munícipio.

A proposta é de autoria do vereador Rodrigo Ramos Soares, o Rodrigo Alemão (PSDB). O parlamentar ressaltou que não tem nenhuma dúvida de que o programa trará maior segurança à sociedade cubatense.

Classificado de "extrema importância" pelo prefeito, o projeto Vigilância Amiga visa uma possibilidade real de ampliar o monitoramento das ruas, praças e avenidas de Cubatão. "Quanto mais olhos tivermos na cidade, maior será a inibição de agir dos bandidos, resultando em maior segurança para a sociedade", explicou Ademário.

Participaram da cerimônia de assinatura do decreto de regulamentação do projeto Vigilância Amiga os secretários Renata Almeida (Chefe de Gabinete), Fabiano Caldeira (Comunicação), o ex-vereador Sinésio Martins de Oliveira e o diretor de Segurança Pública Adenilson Amorim que reconheceu a importância do novo mecanismo no fortalecimento do combate ao crime em Cubatão.