EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

5 de Agosto de 2020

Criança é curada de câncer raro após transplante de medula da irmã em Cubatão

Irmã de 1 ano de Yasmim, de 7, foi a doadora da medula óssea. Ela sofria de Leucemia Mieloide Aguda (LMA)

A luta de Yasmim Marques Brito, de 7 anos, contra um tipo raro de câncer foi vencida. A menina, moradora de Cubatão, recebeu um transplante de medula óssea e a cirurgia foi um sucesso. Agora, o corpo dela produz células saudáveis, e Yasmim poderá voltar a ser criança.

A doadora da medula foi a irmã, Ana Lívia, de apenas um ano de idade. A mãe, Daniela Marques, conta que a felicidade da família é tanta que não cabe no coração. “São ótimas notícias, o médico veio avisar que a medula pegou, e agora ela fez um exame chamado quimerismo, para saber se a nova medula está 100% no organismo dela”, conta.

Yasmim sofria de Leucemia Mieloide Aguda (LMA), uma doença que é rara e mais comum em idosos. Acomete a produção de células sanguíneas, gerando uma espécie de anemia. Os sintomas incluem fadiga, infecções e feridas. O tratamento inclui quimioterapia, medicação e transplante de medula óssea.

A doença foi percebida pela mãe de Yasmim em fevereiro de 2019. Ela notou manchas rosadas em um dos olhos da menina, que foram inchando com o passar dos dias. Ela foi diagnosticada e realizou tratamento no hospital do Graacc, em São Paulo.

Corpo de Yasmim aceitou medula e transplante foi um sucesso (Foto: Arquivo Pessoal)

Leucemia Mieloide Aguda

Yasmim lutou contra a LMA pela primeira vez em outubro de 2019. Depois de diversas sessões de quimioterapia, foi curada. Mas, em janeiro, a doença voltou mais forte, e a família cubatense tinha cerca de três meses para encontrar um doador de medula óssea 100% compatível.

A difícil busca teve solução dentro de casa. A Irmã de Yasmim, Ana Lívia, era a doadora 100% compatível que todos procuravam. A cirurgia de doação de medula foi realizada em fevereiro, e em março a família teve a confirmação do sucesso da operação.

Tudo sobre: