Covid-19 muda comemorações à Nossa Senhora do Monte Serrat em Santos

Foram necessárias adaptações à programação especial pela padroeira de Santos devido à pandemia do novo coronavírus

As comemorações à Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira de Santos, começam no dia 23 de agosto. O cronograma foi divulgado na manhã desta quarta-feira (29) pela Igreja Católica e, este ano, haverá modificações na programação devido à pandemia do novo coronavírus.  

A alteração começa com o tradicional transporte da Padroeira, do alto do Monte Serrat à Catedral de Santos, no Centro Histórico. Nesse ano, a santa que descerá de bonde para evitar aglomeração, informa o padre Claudemil Moraes da Silva. 

“Um ano, não recordo qual, a descida foi pelo bonde por conta de muita chuva. Foi um dos raros momentos em que Nossa Senhora do Monte Serrat não desceu pelas escadarias. O que vamos repetir esse ano devido ao distanciamento social”.

Após a descida, em vez da tradicional procissão, está marcada uma carreata por várias pontos da Cidade, como hospitais, Vila Belmiro e a  Zona Noroeste (veja abaixo).

"São percursos longos e, como agosto é o mês de aniversário da Zona Noroeste,  está será também uma forma de homenagear  uma área tão importante da nossa Cidade”. 

Também não serão montadas as tradicionais barracas de bebidas e comidas ao longo da escadaria do morro e nem em frente à catedral. As missas, ao longo da programação, poderão ser acompanhadas pelas redes sociais.

A celebração  campal, no encerramento da festa, também foi suspensa. Está prevista uma celebração na Catedral para100 pessoas. Uma outra  carreata ocorrerá no dia 8 de setembro quando a santa retorno ao alto do morro também seguindo de bonde.

“Há um convite invertido este ano. Normalmente a gente diz: venham para a festa. Agora, a gente quase diz espere que Nossa Senhora, através da carreata, vai até você”.

Confira a programação:

23 de agosto

14h30: missa no Santuário, com 15 pessoas

16h: descida de Nossa Senhora do Monte Serrat pelo bonde e carreata que passará por Praça Correia de Melo, Avenida São Francisco, Praça José Bonifácio, ruas Brás Cubas e João Pessoa, avenidas Visconde de São Leopoldo, Martins Fontes e Nossa Senhora de Fátima, ruas Manoel Ferramenta Jr., Prof. Luiz Gomes Cruz, Francisco di Domênico e Mário Góis Calmon de Brito, avenidas Jovino de Melo, Nossa Senhora de Fátima, Martins Fontes e Getulio Vargas, Túnel Rubens Ferreira Martins, avenidas Waldemar Leão, Cláudio Luís da Costa e Bernardino de Campos, ruas Princesa Isabel e Antônio de Bento Amorim, Praça Paulo Fernandes Gasgon, Avenida Pinheiro Machado, ruas Napoleão Laureano, Saturnino de Brito, Dom Duarte Leopoldo e Silva, Alfredo Albertini e Carvalho de Mendonça, Avenida Bernardino de Campos, ruas Monsenhor Paula Rodrigues, São Paulo e Joaquim Távora, avenidas Bernardino de Campos e Pinheiro Machado, Praça Belmiro Ribeiro e ruas Júlio de Mesquita e Brás Cubas, chegando à Catedral

18h30: acolhimento da imagem pelo bispo dom Tarcísio Scaramussa, na Catedral, seguida de missa limitada a 100 pessoas

De 24 a 29 de agosto

9h e 17h: missas na Catedral

De 30 de agosto a 7 de setembro

9h, 17h e 19h: novena e missas na Catedral
15h: novena, bênção da água e materiais religiosos na Catedral

7 de setembro
10 e 16h: missas no Santuário

8 de setembro
6h, 7h30, 9h, 10h30, 12h e 14h: missas na Catedral, limitadas a 100 pessoas
15h30: carreata para condução da imagem até a Prefeitura, onde haverá a renovação da consagração da Cidade à Nossa Senhora.

Depois, imagem percorrerá o Município até subir o Monte Serrat de bonde. O trajeto prevê passagem por Praça José Bonifácio, Rua General Câmara, praças Mauá e Rui Barbosa, ruas Frei Gaspar e Amador Bueno, avenidas Senador Feijó, Rangel Pestana, Ana Costa (com retorno na Praça Independência), Francisco Glicério, Afonso Pena e Mario Covas Júnior, Praça Gago Coutinho, avenidas Rei Alberto I, Saldanha da Gama, Bartolomeu de Gusmão e Conselheiro Nébias, ruas João Pessoa e Frei Gaspar, Avenida São Francisco e Praça Correia de Melo.

Tudo sobre: