EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

17 de Setembro de 2019

Cidades da Baixada Santista recebem investimentos de R$ 3 milhões na Saúde e Infraestrutura

Valor refere-se ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), apresentadas no ano passado, indicadas pelo deputado estadual Caio França (PSB)

Cidades da Baixada Santista foram contempladas para receber investimentos nas áreas da saúde e infraestrutura. As emendas parlamentares foram indicadas pelo deputado estadual Caio França (PSB), apresentadas ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), no ano passado, e contempla, ao todo, seis municípios da Baixada Santista em um valor de R$ 3 milhões.

São Vicente foi a maior beneficiada no repasse. Na infraestrutura, o município vai receber R$300 mil destinados à aquisição de câmeras de monitoramento e R$ 200 mil em equipamentos para a Guarda Municipal. Na saúde, serão mais R$ 500 mil.

Na área da saúde, serão mais R$ 450 mil. R$ 150 mil para Cubatão, R$ 150 para Mongaguá e R$ 150 mil para Itanhaém.

Na infraestrutura, cidades serão contempladas com R$ 800 mil. Guarujá vai receber R$ 400 mil, sendo R$ 200 mil para a pavimentação da Rua Valdemar Tangarem, no Jardim Conceiçãozinha e mais R$ 200 mil destinados à aquisição de equipamentos para a Guarda Municipal.

Já o município de Santos receberá R$ 400 mil, sendo R$ 200 mil para equipar a Guarda Municipal e outros R$ 200 mil para a reforma da Escola Estadual Olga Cury.

Além das emendas parlamentares, o parlamentar garantiu recursos financeiros para a reforma do Ginásio Poliesportivo José Ramos, o Dondinho, no valor de R$ 500 mil, além de reformas na Escola Estadual Martim Afonso de Souza e Escola Estadual Esmeraldo Soares Tarquínio de Campos Filho, R$ 100 mil cada.

“É possível verificar as dificuldades encontradas nos mais diversos setores, da saúde à educação. Tenho convicção de que estes investimentos vão contribuir para a melhoria da qualidade vida das pessoas que mais precisam do poder público, que é a nossa principal meta”, comentou França.

Outros R$3 milhões em emendas foram destinadas a cidades do Vale do Ribeira, Grande São Paulo, Interior e do Litoral Norte.