EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

23 de Outubro de 2019

Câmara de Cubatão é a que mais custa para o bolso da população na Baixada Santista

Segundo levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), cada munícipe paga R$ 287,04 (exceto despesas de capital) para manter Legislativo

A Câmara de Cubatão é a mais custosa da Baixada Santista, se levada em conta a população. Segundo levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), cada munícipe cubatense paga, ao ano, R$ 287,04, exceto despesas de capital (relacionadas à aquisição de máquinas, equipamentos, realização de obras e aquisição de imóveis), para manter o Legislativo municipal. O valor é seis vezes maior do que o morador de São Vicente gasta em sua Casa de Leis.

Os dados do TCE-SP fazem parte do "Mapa das Câmaras", divulgado neste primeiro semestre pelo órgão, e tem como base o ano de 2018. A Câmara de Cubatão teve um orçamento de R$ 37.246.320,12. A Casa tem o segundo maior quadro de funcionários entre os legislativos da região, e a terceira em número de vereadores (15), empatada com Peruíbe e São Vicente.

Na sequência, aparecem duas cidades que possuem pequenas estruturas legislativas. Em Bertioga, a Câmara custa R$ 167 por habitante, sendo que a Casa é composta por 56 funcionários e nove parlamentares, com um orçamento de R$ 10.309.876,85. Já em Mongaguá, o custo é de R$ 148,82 por munícipe, para manter 47 funcionários e 13 vereadores. Isso com um orçamento de R$ 8.293.735,16. Na última semana, a Casa aprovou um reajuste de quase 70% no subsídio pago aos vereadores.

Maior estrutura entre as Câmaras da Baixada Santista, Santos é a quarta no ranking do TCE-SP na região. A estrutura da Casa, composta por 201 funcionários e 21 vereadores, custa, ao ano, R$ 124,63 ao munícipe. O menor custo é do Legislativo vicentino. Com um orçamento de R$ R$ 16.942.175,97, a Câmara de São Vicente custa R$ 46,55, seis vezes menos em comparação com Cubatão, para manter 106 funcionários e 15 vereadores.

Confira o ranking das Câmaras Municipais da Baixada Santista (Ano Base 2018):

Cidade Gasto total (exceto despesas de capital) Quantidade de funcionários Quantidade de vereadores População Gasto per capita (exceto despesas de capital)
Cubatão R$ 37.246.320,12 149 15 129.760 R$ 287,04
Bertioga R$ 10.309.876,85 56 9 61.736 R$ 167
Mongaguá R$ 8.293.735,16 47 13 55.731 R$ 148,82
Santos R$ 53.960.584,12 201 21 432.957 R$ 124,63
Guarujá R$ 39.041.057,66 113 17 318.107 R$ 122,73
Praia Grande R$ 33.240.667,42 101 19 319.146 R$ 104,16
Peruíbe R$ 6.020.767,65 48 15 67.548 R$ 89,13
Itanhaém R$ 7.532.361,59 33 10 100.496 R$ 74,95
São Vicente R$ 16.942.175,97 106 15 363.173 R$ 46,65
Tudo sobre: