EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

21 de Agosto de 2019

Professor morre de gripe no Hospital de Bertioga

Jovem, de 25 anos, não resistiu à infecção pelo vírus Influenza B, um dos três existentes

Um jovem de 25 anos morreu de gripe um dia após dar entrada no Hospital Municipal de Bertioga. A unidade confirmou no sábado (8) que Hyrum Voitexem dos Santos Santana foi diagnosticado com o vírus Influenza B.

Professor de inglês, ele foi ao hospital na quinta-feira (6) e morreu no dia seguinte. Hyrum Santana relatou, inicialmente, que estava com dores de garganta, no corpo, febre, dor de cabeça e fraqueza há três dias.

Segundo o hospital, ele teve choque séptico e, mesmo após as medidas clínicas adequadas, morreu na tarde de sexta (7).

Há três tipos de vírus da influenza: A, B e C. De acordo com o Ministério da Saúde, o vírus A (H1N1) é o mais recorrente e mortal.

O último boletim divulgado pelo ministério aponta que 99 brasileiros morreram em decorrência de gripe neste ano.

Complicações e cuidado

Em recente entrevista para A Tribuna, o médico infectologista Marcos Caseiro explicou que a gripe pode ter compliações, principalmente no grupo considerado de risco – crianças até 5 anos, gestantes, puérperas, indígenas e adultos com mais de 60 anos.

Segundo Caseiro, os sintomas surgem, em média, em três dias após a infecção. A recuperação pode levar de cinco dias a uma semana.

Para se proteger, é preciso lavar e higienizar as mãos com frequência; não compartilhar objetos pessoais, como talheres, copos e garrafas; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; ter boa alimentação e beber bastante líquido; evitar contato com pessoas que estejam com sintomas da gripe; manter a casa bem arejada.