EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

20 de Novembro de 2019

Bertioga receberá investimento de R$ 8 milhões para o turismo

Município representa a Baixada Santista a integrar a única rota do Estado de São Paulo a receber o programa “Investe Turismo”

Bertioga receberá um investimento de 8 milhões destinado ao turismo. A quantia é derivada do programa “Investe Turismo”, iniciativa do Ministério do Turismo, em parceria com o Sebrae, Embratur e governos estaduais.

O município é o único da Baixada Santista a integrar a única rota do Estado de São Paulo a receber o projeto “São Paulo e Circuito do Litoral Norte”. De acordo com o Sebrae, a região receberá investimentos em qualificação, governança, organização, marketing e promoção, para melhorar serviços e ampliar o número de turistas.   

A novidade é uma iniciativa para organizar, promover e incentivar o turismo em âmbito nacional. No estado de São Paulo, será beneficiada a Capital e o Circuito Litoral Norte (Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba). As ações serão geridas pelo Sebrae e o calendário de ações para 2020 deve eleger público prioritário para início das atividades. 

O objetivo do projeto é provocar a transformação dos destinos turísticos, por meio da convergência de investimentos públicos e privados, além de gerar possibilidades de surgimento de pequenos negócios. Outra meta é fortalecer as micro e pequenas empresas, ampliando o acesso ao crédito, estimular a competitividade e inovação no turismo, entre outras metas. 

O secretário de Turismo, Esporte e Cultura de Bertioga, Ney Carlos da Rocha, que também faz parte do comitê do “Investe Turismo” junto ao Estado, comemora a novidade. “Nossa inclusão nos roteiros do Ministério do Turismo é um reconhecimento da nossa importância enquanto região turística e certamente trará frutos para o nosso desenvolvimento”. 

Circuito Litoral Norte  

Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba são agora o “Circuito Litoral Norte de São Paulo”. Juntas, as cidades têm o objetivo de buscar recursos e planejar ações para fortalecer o turismo e atrair ainda mais visitantes para a Região. 

O “consórcio turístico” é discutido há algum tempo pelas secretarias municipais de turismo de cada cidade. Com a união, os municípios querem ampliar e qualificar o fluxo de seus turistas e estimulá-los a conhecer melhor a região que estão visitando. 

Entre os desafios do Circuito está aumentar a taxa média de ocupação da região dos atuais 54% para 70% nos próximos dois anos. Alguns resultados já têm aparecido: a participação em importantes feiras e eventos segmentados da cadeia turística. 

Tudo sobre: