EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

19 de Agosto de 2019

Após acordo, motoristas suspendem greve do transporte público em Bertioga

Trabalhadores reivindicavam os salários atrasados e a cesta-básica, além do vale-refeição. Paralisação durou três dias

Após três dias de paralisação, motoristas e demais funcionários da Viação Bertioga, empresa responsável pelo transporte público na cidade, suspenderam a greve nesta quinta-feira (17). Os trabalhadores reivindicavam os salários atrasados e a cesta-básica, além do vale-refeição.

A concessionária quitou os salários na segunda (15) e terça-feira (16), e prometeu que irá saldar o vale-refeição e a cesta-básica até sexta-feira (19). A contraproposta apresentada pelos trabalhadores foi aceita pela Viação Bertioga, suspendendo a greve.

A contraproposta prevê a quitação do adiantamento salarial, que, segundo os funcionários, sempre atrasa, até a próxima quarta-feira (24). Caso isso não ocorra, a greve será retomada imediatamente.

Outra exigência proposta pelos funcionários da empresa, também com prazo até quarta-feira, refere-se aos valores de férias devidos a empregados que têm o direito neste mês de julho.

Desde o início da greve, na segunda-feira, de 60% a 80% da frota municipal circularam na cidade, por conta de uma liminar obtida pela empresa da Justiça do Trabalho.