EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

18 de Setembro de 2019

Ação conjunta realiza fiscalização de ocupações irregulares no Parque Estadual Restinga de Bertioga

Equipes demoliram quatro barracos construídos na zona de amortecimento

Uma ação conjunta para fiscalizar as ocupações irregulares na Zona de Amortecimento do Parque Estadual Restinga de Bertioga (PERB) foi realizada na última terça-feira (3). 

Além da Prefeitura de Bertioga, o trabalho integrado teve a participação da Fundação Florestal, Polícia Militar Ambiental e da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade. A ação também contou com o apoio da distribuidora de energia Elektro.

As equipes realizaram a demolição de quatro barracos construídos recentemente e apreenderam centenas de metros de cabos para ligações clandestinas de energia.

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Bertioga, Fernando Poyatos, a ação vai ao encontro do que a Prefeitura já tem feito. “Realizamos constantemente operações de fiscalização e derrubada de construções irregulares em áreas protegidas. Temos obtido resultados positivos nesse sentido, inclusive com uso de monitoramento por câmeras de vídeos em áreas embargadas, como no bairro Chácaras”, disse Poyatos.

A população pode denunciar ocupações e invasões irregulares pelo telefone do Departamento de Operações Ambientais: (13) 3317-7073.

PERB

O Parque Estadual Restinga de Bertioga é uma área de 9.312,32 hectares. Em dezembro passado, foi aprovado o plano de manejo do PERB, que trouxe diretrizes para o uso do PERB, levando em conta três objetivos: conservação da natureza; uso público e educação ambiental, como lazer e turismo; e promoção de pesquisa cientifica. O documento dispõe sobre o regulamento da área de e como ela pode ser explorada para gerar renda, protegendo a biodiversidade e os recursos hídricos no Município.