EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Abril de 2020

Baixada Santista tem 12 casos confirmados e investiga 9 mortes por coronavírus

Chega a quase 600 o número de pacientes aguardando resultados de exames na região

A Baixada Santista soma 12 confirmações de infecção pelo coronavírus. São 10 em Santos, um em Praia Grande e um em Peruíbe (paciente morador de Guarulhos, mas estava na cidade). Nove pessoas morreram com sintomas da Covid-19, oito em Santos e uma em Itanhaém. As mortes são investigadas, ainda não há resultados de exames.

O total de casos suspeitos chegou a 583 na Baixada Santista nesta quarta-feira (25), contra 530 no dia anterior. E aumentou em 159,3%, de segunda (23) para quarta-feira, a quantidade de pessoas que necessitam de suporte hospitalar e permanecem internadas. Eram 32, mas em dois dias o número saltou para 83. Desses pacientes internados, ao menos 30 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

São 186 pacientes suspeitos em Santos, 148 em Guarujá, 112 em Praia Grande e 49 em São Vicente. Bertioga tem 32, Itanhaém 19, Peruíbe 17, Cubatão 10 e Mongaguá 10. Até esta quarta, 65 casos foram descartados na região, porque os exames deram negativo.

Agilidade nos testes

Santos vem apresentando mais casos porque passou a fazer os testes em laboratórios particulares do município (prefeitura não divulga os nomes), credenciados pelo estado. Assim, não depende só do Instituto Adolfo Lutz (IAL), na Capital. Os quatro novos positivos divulgados nesta quarta são relativos a dois homens (37 e 65 anos) e duas mulheres (44 e 73 anos). Todos em isolamento domiciliar.

Segundo a prefeitura, os novos leitos de UTI disponibilizados no Complexo Hospitalar dos Estivadores já começaram a receber pacientes com suspeita de coronavírus. O primeiro deles deu entrada no novo setor, localizado no 9º andar do hospital, no início da tarde desta quarta-feira (25), após transferência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste.

O paciente é um homem de 42 anos, morador de São Vicente, que começou apresentar sintomas similares aos da doença no dia 17 de março e procurou atendimento nesta terça, na UPA, permanecendo em observação. O caso suspeito já havia sido notificado pela unidade e as amostras coletadas do paciente serão analisadas pelo IAL.

Estado e país 

No Brasil, até a noite desta quarta, eram 2.433 casos confirmados e 57 mortes, segundo o Ministério da Saúde. O Estado de São Paulo é o pior, com 862 confirmações e 48 mortes. Seis pessoas morreram no Rio de Janeiro e Amazonas, Pernambuco e Rio Grande do Sul registraram uma morte cada.

Nova reunião 

O Comitê Metropolitano de Contingenciamento do Coronavírus na Baixada Santista realiza nova reunião, nesta quinta-feira (26), às 9h, com os prefeitos das cidades da região. O encontro será realizado por videoconferência para evitar a aglomeração de pessoas.

Desde o início das ações de enfrentamento da doença, o comitê já adotou 24 medidas preventivas, válidas para todas as cidades da região. No último sábado (21), o grupo decidiu adotar controle estratégico dos acessos às cidades, fechamento total de estabelecimentos comerciais e pedido de apoio ao estado para a compra de insumos para hospitais e equipamentos de Saúde.

Tudo sobre: