EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Baixada Santista computa 26 notificações de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Já são 462 óbitos causados pela doença na região

A Baixada Santista está prestes a passar dos 9 mil casos de Covid-19, com 459 ocorrências confirmadas em 24 horas. São registradas também 462 mortes causadas pela doença, com 26 óbitos divulgados nesta segunda-feira (1).

Guarujá teve dez mortes pelo coronavírus em 24h. Ela já foi responsável por 87 mortes na Cidade. Ainda foram registrados 159 exames positivos para a doença, fazendo com que a Cidade chegue a 1.444. Hoje, são 54 estão internados, 10 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A Prefeitura informou que, a partir de agora, não irá mais detalhar o perfil de cada óbito. “Devido ao grande volume de notificações de casos e visando preservar ainda mais as pessoas que perderam a batalha para a Covid-19”, justificou, por meio de nota.

Já em Santos, foram sete confirmações de munícipes mortos. Os óbitos foram entre 25 de maio e 1º de junho: três mulheres (67, 74 e 93 anos) e quatro homens (72, 75, 80 e 88 anos). A Cidade totaliza 158 óbitos pela Covid-19 e outros 24 estão em investigação.

A Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) recebeu, só nesta segunda, 186 notificações de Covid-19 entre munícipes, passando o total de casos de 3.640 para 3.826 – ou seja, um aumento de 5,1% em 24h.

Em São Vicente, os sete óbitos confirmados são de cinco homens (42, 44, 71, 75 e 81 anos) e duas mulheres (72 e 94 anos). Apenas a idosa de 94 anos não tinha comorbidade. Os demais apresentavam quadros de diabetes, hipertensão e obesidade. As mortes foram entre os dias 24 e 31.

Também foram confirmados novos 22 casos em 24h, fazendo com que a cidade chegue a 740.

Leitos

A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto de Santos exclusivos para receber pacientes com Covid-19 voltou a subir em 24h. Agora, o número é de 75%. Na rede privada, a taxa atingiu 91%. Já no SUS, a taxa é de 57%.

Baixada confirma 26 mortes em 24 horas
Em pouco mais de dois meses, as cidades da região estão prestes a ultrapassar, somadas, a marca de 9 mil casos do novo coronavírus

Tudo sobre: