Celebridades, esporte e política: Tarô e búzios mostram o que esperar do novo ano

Principal característica de 2020 será a colheita do que foi plantado

Você está preparado para 2020? O novo ano já bate na porta e a grande dúvida é o que ele nos reserva. Segundo o astrólogo George Jorge, membro da Escola Santista de Astrologia e apresentador do Programa Estrelando, 2020 será de colheita.

Já o ministro religioso Asé Odédàrésè Gladston Ti Èrìnlè e presidente da Federação Nacional da Religião Orixá (Fenorixá) diz que os búzios revelaram um ano de prosperidade, equilíbrio e realizações.

As cartas mostram as pessoas mais exigentes no amor, garante a cigana Monica Sarah Rodrigues. Ela lembra ainda que é fundamental dar atenção a tudo o que for relacionado à parte física, principalmente no tratamento de doenças.

Abaixo, confira as previsões para o próximo ano.

O que podemos esperar para 2020?

George Jorge: Marte ficará retrógrado em Áries no segundo semestre, o que significa crises. O signo Capricórnio, que é do elemento terra, estará potencializado. Ele representa sistemas de governo e tradição. Saturno terá um grande destaque por ser o governante de Capricórnio, o que quer dizer período de colheita do que foi plantado nos últimos anos. O ano será importante para priorizar e viver com o essencial, sem desperdícios. A pressão será grande de janeiro a março, mas, lá na frente, a flecha tende a ascender como nunca vimos antes.

Gladston: Segundo os búzios, o ano será de Odu Obará sobre a influência do orixá Aiyrá. Será um ano de prosperidade, realizações e equilíbrio. As pessoas poderão ter esperanças boas para 2020, pois será o ano do equilíbrio.

Monica: A carta regente do tarô será o Imperador, mostrando que teremos o domínio da lógica sobre as nossas emoções e da mente sobre nosso coração. Será necessário ter foco para conseguir o que desejamos. Devemos ser mais flexíveis, já que as coisas poderão acontecer mais lentamente do que queremos. Poderemos esperar uma aproximação familiar maior, com a tendência de valorizar os ensinamentos de pessoas mais experientes. Tudo o que não for verdadeiro, cairá. O que estiver oculto, virá a tona.

 

Bolsonaro terá problemas no ano que vem?

Gladston: Sim. Exú mostra possíveis traições em sua equipe e apresenta também o atual presidente passando por mais intervenções cirúrgicas. Ele deverá tomar mais cuidado com sua saúde.

Monica: Com sua postura inflexível, ele continuará dividindo opiniões e poderá perder importantes apoios. Suas costumeiras declarações polêmicas e o jeito autoritário nem sempre são vistos com bons olhos e, caso não mude o jeito de ser, as coisas podem se complicar. Na saúde, poderá enfrentar sérios problemas. Polêmicas com seus familiares ainda continuarão em foco durante o ano todo. A crise econômica continua. É necessário ter cuidado com atentados não só contra Bolsonaro, mas pessoas próximas do presidente.

 

Como serão as Eleições 2020?

George Jorge: Santos passará por renovação e mudança por ser do signo de Aquário. Urano entrará em destaque, então virá um período longo de revoluções e modernidades. No Brasil, finalmente surge um período azulado, com linhas mais harmônicas. Virão saídas mais interessantes, menos no aspecto financeiro, porque Netuno entra em fevereiro nesse setor e promove confusões e incertezas.

Gladston: Segundo os búzios, as disputas eleitorais serão complicadas e cheias de escândalos. Exú diz que será uma lavação de roupa tremenda. Embora o ano tenha a influencia do Orixá Aiyrá, neste cenário o equilíbrio vai ser complicado. É um ano para se ter muito cuidado e respeito à vida. Exú mostra dificuldades para escolha dos novos governantes. Será uma campanha difícil e desgastante para alguns candidatos a prefeito.

Monica: Nomes ligados a religião ou até alguns empresários podem ter maiores chances de conquistar bons resultados. Os candidatos se mostrarão mais preocupados em denegrir a imagem do concorrente do que em mostrar os seus propósitos. Veremos escândalos e quedas de poder de grandes nomes.

 

O que está previsto para a Baixada Santista?

George Jorge: O ano terá seis eclipses (geralmente são quatro ou cinco), Ao final de 2020, iniciaremos um novo ciclo chamado de A Grande Mutação. Ele é a relação entre Júpiter e Saturno no signo de Aquário, Assim, será encerrado o ciclo do elemento terra e começa o do elemento ar. Isso quer dizer que teremos um período de mais valorização do ser humano.

Gladston: Os búzios mostram transmutação em todo cenário econômico da região. Vejo as cidades crescendo em todo o seu contexto, com grande investimento inclusive por parte do governo federal, principalmente para Santos. Isso trará grandes avanços para a nossa região.

Monica: Como sempre, perto de período de eleições aparece a urgência em mostrar aquelas obras onde passa o padre. Os problemas na saúde pública, com dificuldades de agendamentos de consultas e exames continuam, assim como a falta de medicamentos em unidades de saúde. Mesmo com o aumento de policiamento em algumas regiões, a sensação de insegurança continua. As variações climáticas constantes deixarão a população em alerta. Existe o risco de inundações, ressacas, ventos fortes e até a sensação de tremores no solo. Os morros precisam de muita atenção.

 

Como se sairão os quatro grandes times de São Paulo na Libertadores?

George Jorge: Santos terá um ano muito difícil, começando o primeiro semestre com bloqueios e questões emperradas. Saturno e Plutão fazendo o alinhamento do céu em janeiro afetam diretamente o mapa do time, dificultando e fazendo com que não seja o melhor ano.

Gladston: Não vejo nenhum deles trazendo a taça para o Brasil. Ainda que o Corinthians esteja em baixa, vai dar um pouco de trabalho.

Monica: Santos e Palmeiras são os que têm mais chances. Os outros dois acho difícil. Um deles vai sair cedo da competição e isso poderá até acarretar uma crise.

 

Algum brasileiro vai surpreender nas olimpíadas de Tókio?

George Jorge: Teremos bons resultados e alguém se destacando sim.

Gladston: Na verdade, o jogo de búzios não revela nomes, porém em um contexto geral mostra os atletas brasileiros trazendo bastante medalha de ouro para o Brasil. Fica difícil, no caso do oráculo, prever algum brasileiro já que não temos nomes em evidências e o próprio jogo de búzios não revela nomes.

Monica: Nos esportes coletivos, existem mais chances de bons resultados. Nas modalidades individuais, um ou outro podem surpreender, mas sem o apoio financeiro do Governo é muito difícil obter bons resultados.

 

O que teremos no mundo das celebridades?

Gladston: Teremos perdas inesperadas de cantores brasileiros por acidente.

Monica: Perderemos três nomes importantes no esporte em 2020. Escândalo envolverá a vida particular de um famoso esportista. Novos nomes se destacarão no esporte podendo firmar suas carreiras no exterior. Será um ano de muitas perdas, escândalos, separações, confusões e mal entendidos. Alguns se destacarão mais por conta dos boatos e problemas envolvendo seu nome do que por sua arte.

Tudo sobre: