Ainda podemos crescer este ano

O otimismo é necessário para que as coisas finalmente comecem a andar de forma que possamos viver dias melhores

Por: Paulo Corrêa Jr  -  10/09/21  -  06:37
   Ainda podemos crescer este ano
Ainda podemos crescer este ano   Foto: Imagem ilustrativa/Unsplash

Tenho por hábito ser otimista. Sempre fui. Certo ou errado, acho que sendo otimista, planejo melhor minhas coisas, meus projetos e, de uma forma ou de outra, eles acontecem.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Assim, procuro sempre uma opinião positiva em relação àquilo que me cerca e envolve minha região e País. Hoje, reafirmo meu otimismo para que as coisas finalmente comecem a andar de forma que possamos viver dias melhores.


Segundo Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda, o setor de serviços será a grande mola propulsora para a economia brasileira nos próximos meses, com grande parte da população já imunizada. Para isso, teremos que seguir uma prática “receita de bolo”.


Para ele, a retomada será quase que automática, tendo em vista uma demanda reprimida de produtos e serviços. O setor de viagens, por exemplo, deverá ter uma procura a ponto de colocar seus índices muito acima do patamar médio. Além dele, outros setores também deverão se beneficiar dessa “necessidade de recuperar o tempo perdido”.


Outro conceituado economista, José Márcio Camargo, professor da PUC-Rio e economista chefe da Genial Investimentos, aponta que a economia brasileira estará em outro patamar no final deste ano e provavelmente no período eleitoral de 2022, porque a sensação de bem-estar deve melhorar daqui pra frente.


Camargo também apoia sua projeção no setor de serviços. Outro dado importante é que o emprego informal – responsável por cerca de 5 milhões de pessoas - caminha para sua retomada. Ele se refere aos pequenos comércios como bares, restaurantes de bairro e empregados domésticos.


Que Deus nos permita avançar. Que seja um pouco por dia. No final, um longo caminho terá sido percorrido.


Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna