Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Moradora de Cubatão fica em coma e perde 40 kg por conta de anabolizantes

Maria Aparecida, de 39 anos, desenvolveu grave doença renal e precisa fazer hemodiálise.

Por: Alexandre Lopes  -  11/03/21  -  12:48
Atualizado em 11/03/21 - 12:51
Moradora de Cubatão perdeu 40 kg por conta do uso de anabolizantes
Moradora de Cubatão perdeu 40 kg por conta do uso de anabolizantes   Foto: Marcelo Rodrigues/Rafael Roncarati

Uma moradora de Cubatão (SP) desenvolveu uma grave doença renal por conta do uso de anabolizantes. Além de ficar um mês internada na UTI, em coma, Maria Aparecida Rodrigues perdeu cerca de 40 kgs. Após se recuperar do susto, e tendo que fazer hemodiálise, ela resolveu levantar uma bandeira contra o uso dessas substâncias.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Em entrevista ao G1, Maria afirmou que era muito vaidosa e, por isso, começou a tomar anabolizantes. "Queria ficar com mais perna, mais glúteo. Então comecei a fazer aplicação de óleo mineral e anabolizantes. Fiquei viciada nisso e na minha beleza. Aquilo me fascinava e cada dia tomava mais. Coloquei a beleza acima da saúde e acabei ficando doente", revela.


Ao mesmo tempo em que usava anabolizantes, Maria praticava atividades físicas. Quatro anos depois, porém, os problemas começaram a aparecer. Com muito cansaço e perda de peso, ela teve uma infecção generalizada e perdeu a capacidade de funcionamento dos rins, sendo internada, em coma, em uma UTI. Desde então, ela faz hemodiálise três vezes por semana, além de seguir uma dieta específica.


Segundo especialistas, os anabolizantes podem causar danos hepáticos, hipertensão arterial e são um grande fator para insuficiência renal. "Não pensei que os rins fossem tão importantes. Fiquei com depressão e sem me olhar no espelho, sem me aceitar. Não tinha forças para nada. Aprendi que temos que esquecer um pouco a vaidade e nos aceitar como somos, porque os anabolizantes podem valer a pena no começo mas, no fim, tudo desaba", finaliza.


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna