Arthur Lira defende valor de R$ 400 para Auxílio Brasil e prevê votação de MP

Votação no plenário será na quarta-feira (27)

Por: Estadão Conteúdo  -  26/04/22  -  20:29
Presidente da Câmara defendeu o valor de R$ 400
Presidente da Câmara defendeu o valor de R$ 400   Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta terça-feira (26) que a Medida Provisória (MP) que estabelece o valor do Auxílio Brasil em R$ 400 "muito provavelmente" será votada no plenário nesta quarta-feira (27). Diante de articulações da oposição para elevar o benefício a R$ 600, o deputado defendeu o montante atual definido pelo governo.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


"Acho que o valor é suficiente, ele é responsável, é bastante díspar do que era o Bolsa Família. Nós tínhamos um valor médio de R$ 70 a R$ 80 de piso e um valor máximo de R$ 175 a R$ 180", disse Lira a jornalistas. "O Auxílio Brasil vem com R$ 406 de piso e R$ 852 de teto. Eu acho que já é um esforço muito grande do governo, além de que zeraram-se as filas e ainda há demanda para se entrar no programa."


Como mostrou o Broadcast Político mais cedo, um parecer jurídico recebido pelo Palácio do Planalto mudou a estratégia governista para conter o aumento do Auxílio Brasil para R$ 600, como articulado pela oposição. Sem respaldo para deixar a MP caducar, auxiliares do presidente Jair Bolsonaro recuaram e agora veem a negociação dentro do Congresso Nacional como o único caminho para impedir a elevação do benefício, considerada uma bomba fiscal para os cofres públicos, se aprovada. Para ter sucesso na empreitada, a aposta é justamente no apoio de Lira.


Logo A Tribuna
Newsletter