EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

12 de Novembro de 2019

Homens são flagrados transando em praia de Mongaguá e causam revolta entre moradores

Testemunha afirma não ter recebido atendimento por parte da Polícia Militar para lavrar Boletim de Ocorrência

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra dois homens praticando ato sexual na praia da Vila São Paulo, no centro de Mongaguá. Moradores do município relatam ter presenciado o acontecimento, que causou revolta na população, por volta das 14h da última terça-feira (19).

Contatadas por A Tribuna On-line, as Polícias Civil e Militar da cidade afirmam não terem recebido a ocorrência e, por isso, ainda não investigam o caso.

Segundo Jorge Morais, professor que reside próximo ao local e que foi uma das testemunhas do ato, não é a primeira vez que os moradores de Mongaguá presenciam cenas como esta. Ele conta que a região - onde fica o INSS e o Fórum  -, é frequentada por idosos e pessoas com necessidades especiais.

“É uma pouca vergonha. Ali tem o Rio Itinga, onde ficam muitos usuários de drogas praticando esses atos”, conta o morador indignado com a situação.

O professor afirma ter tentado denunciar o crime de ato obsceno à Polícia Militar, mas ao ser atendido foi informado de que ninguém estava de plantão no momento para lavrar Boletim de Ocorrência.

Ato obsceno é o nome dado ao crime previsto no artigo 233 do código penal brasileiro. De acordo com a lei, é a prática de obscenidade em lugar público, aberto ou exposto ao público. A pena correspondente é uma de detenção de três meses a um ano ou multa.

Segundo apurado por A Tribuna On-Line, o vídeo em questão foi compartilhado em diferentes redes sociais, como Facebook e Instagram, atingindo milhares de internautas, que pediram providências e mais segurança, além do aumento das rondas na região.

Tudo sobre: