Filhotes de cães 'caros' são retirados de canil irregular em Praia Grande; VIDEO

Animais viviam em condições insalubres para supostamente serem comercializados. O dono do local nega que haja comercialização, e que os filhotes são seus

Por: Jean Marcel  -  24/02/21  -  22:01
Filhotes viviam em condições insalubres
Filhotes viviam em condições insalubres   Foto: Rodrigo Iotti/Polícia Civil

Um canil irregular para procriação de animais de raça foi fechado nesta segunda-feira (22), no bairro Tupi, em Praia Grande. A Guarda Civil Municipal prestou apoio à Polícia Civil na diligência, a fim de apurar denúncias anônimas de maus tratos aos animais. O canil fica em uma residência, mas o proprietário do local nega que haja comercialização dos animais. Enquanto não houver apuração sobre o real estado físico dos animais constatando maus tratos, ele não poderá ser autuado.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


De acordo com a prefeitura de Praia Grande, o Departamento de Saúde Ambiental da Sesap não foi acionado para este caso, a ação teria partido de grupos de proteção aos animais.


O delegado de polícia Rodrigo Martins Iotti esteve no local junto da equipe. "Os animais estavam em uma condição bem triste. Em meio a fezes, e fechados em um cômodo. Encontramos 5 filhotes, 4 de Spitz Alemão e 1 de Shitzu", contou Iotti.


Segundo o delegado, os filhotes estão 'depositados' aos cuidados de uma ONG da cidade, e devem permanecer lá até que seja emitido laudo. "O proprietário nega que o local seja um canil, e diz que os animais são filhotes que vivem com ele", completou Iotti.


Os filhotes passsarão por perícia para comprovação sobre o estado de saúde, e caso seja comprovado que não eram bem tratados, o proprietário poderá se indiciado por maus tratos a animais, com pena de 2 a 5 anos.



Logo A Tribuna