EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Fevereiro de 2020

Dançarino que participou de clipe de Anitta é assassinado no Rio

Rodrigo Motta, de 28 anos, que participou de 'Vai Malandra', morreu na segunda-feira (9)

O dançarino Rodrigo Motta, de 28 anos, foi assassinado na última segunda-feira (9) no Rio de Janeiro. O rapaz, que também trabalhava como bartender, ficou conhecido mundialmente por participar do clipe 'Vai Malandra', de Anitta. A Polícia Civil investiga o caso.

A polícia local ainda apura a causa da morte de Rodrigo. Ao Jornal Extra, um morador da comunidade do Vidigal afirmou que o dançarino teria sido assassinado por conta de uma briga em que ele havia se envolvido. Segundo ele, Rodrigo foi baleado no pé e na perna e, depois, teria sido agredido na sequência.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio confirmou que Rodrigo deu entrada no Hospital Miguel Couto, no Leblon, Zona Sul da cidade, na segunda-feira (9). Ele chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo familiares, o enterro de Rodrigo será nesta quarta-feira (11), no Cemitério São João Batista. O horário do sepultamento não foi divulgado.

Rodrigo tinha 28 anos e morreu na segunda-feira (9) no Rio (Foto: Reprodução)

Anitta

Poucas horas depois de receber a notícia, Anitta se manifestou em suas redes sociais lamentando a morte do dançarino. Além disso, pediu pelo fim de mortes violentas no Rio.

"Meus sentimentos à família e amigos do Rodrigo Motta que participou do meu clipe de Vai Malandra. Recebi essa notícia pela internet e fiquei estarrecida. Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro. Isso tem que acabar", escreveu.

Tudo sobre: